PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jardine quer arrancada no Paulista para chegar forte na Libertadores

Do UOL, em São Paulo

18/01/2019 16h34

Cinco jogos até o pontapé inicial na Libertadores, competição mais cobiçada da temporada. Esse é o caminho do São Paulo neste começo de temporada, cuja estreia acontecerá neste sábado no Campeonato Paulista, diante do Mirassol, no Pacaembu.

Diante dos desafios, André Jardine frisou em entrevista concedida nesta sexta-feira que a ideia é iniciar o Estadual com bons resultados para iniciar a Libertadores fortalecido.

"Isso está no coração de todo mundo, existe a expectativa e não podemos ser incoerentes. Temos de pensar no próximo jogo, na próxima atividade e tentar deixar essa ansiedade. Porque precisamos respeitar o passo a passo e fazer uma boa arrancada. Nos últimos anos não largou bem. É um discurso que está todo mundo de acordo aqui. Temos de priorizar a próxima competição. Com certeza quando chegar a Libertadores vai ser forte. O desafio é ter motivação em todos os jogos", disse Jardine.

"Vamos estar muito atentos a partir de amanhã. Vamos usar as partidas para preparar até a Libertadores. Isso seria lógico, mas não sabemos como vai ser o desgaste. É fundamental que a gente não perca ninguém machucado", completou o treinador.

jardine - Rubens Chiri/saopaulofc.net - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Além de enfrentar o Mirassol, o São Paulo enfrenta Novorizontino e Santos fora de casa, além Guarani e São Bento como mandante. Só então começa a buscar uma vaga na fase de grupos da Libertadores. O primeiro desafio é o Talleres, na Argentina. Se passar, o time tricolor enfrenta o vencedor do duelo entre Palestino, do Chile, e Independiente Medellín.

Para Jardine, as duas semanas de preparação vão ajudar a equipe no início da temporada. "Foram 15 dias de treinamentos, e conseguimos proporcionar as ideias e os conceitos. Tenho a expectativa de ver algumas coisas dentro de campo, especialmente com o time buscando o protagonismo e a agressividade", afirmou.

O treinador também falou especificamente de alguns jogadores, como Nenê, Diego Souza e Tiago Volpi. O meio-campista, de acordo com ele, terá "muita utilidade" durante o ano.

"Sobre o Diego Souza e o Nenê é uma circunstância inicial. Não cravo um titular e um reserva. A partir de amanhã os jogos que vão escalar. Mas isso não nos preocupa. E os jogadores não têm de ter essa preocupação. Todos vão ter chances pelo calendário duro", frisou.

Já o goleiro recém-contratado começará 2019 como titular. "Volpi começa o campeonato como titular. Imagino também que consiga encontrar nos primeiros jogos oportunidades para o Jean. Difícil mensurar quem está melhor. A gente pode dizer que os dois estão em alto nível. Tem sido uma boa briga", afirmou Jardine.

Futebol