PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com gritos homofóbicos, corintianos vaiam Maicon após polêmica do fair play

Maicon foi xingado pelos corintianos na Arena em Itaquera - Marcello Zambrana/AGIF
Maicon foi xingado pelos corintianos na Arena em Itaquera Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Danilo Lavieri e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

23/04/2017 17h17

Os corintianos presentes na Arena em Itaquera neste domingo (23) perseguiram Maicon durante o clássico entre Corinthians e São Paulo, válido pela semifinal do Campeonato Paulista. 

O zagueiro foi o atleta mais xingado quando teve o nome anunciado no telão. Alguns entoaram o grito "ô Maicon, viado!". Ele ainda ouvia vaias a todo momento em que estava com a bola. 

Durante a semana, após a polêmica do fair play envolvendo Rodrigo Caio e Jô, Maicon disse em entrevista que preferia ver a mãe dos adversários chorarem a ver a mãe dele triste. 

No último sábado, após a vitória do Palmeiras por 1 a 0 contra a Ponte Preta, Felipe Melo foi o primeiro a defender a frase do zagueiro são-paulino

Embora tenham reclamado do que consideraram falta de respeito de Maicon, os corintianos presentes na Arena ignoraram as recomendações contra a homofobia em estádios de futebol.

Além dos gritos contra o zagueiro, os donos da casa gritavam "bicha" a todo momento em que Renan Ribeiro batia tiros de meta, além de entoarem o canto "Vamos, vamos Corinthians, dessas bichas, teremos que ganhar". 

Essa canção é uma alteração da original que tem o termo "essa noite, teremos que ganhar". Quando o clássico é contra o Palmeiras, o termo usado é "desses porcos". 

Ultimamente, a Conmebol tem punido as seleções que têm torcida com gritos homofóbicos. O Chile, por exemplo, já precisou até mudar de estádio por causa de punição imposta pela federação durante as Eliminatórias.

O Brasil está sob investigação da Fifa e da Conmebol justamente pelo mesmo motivo. No jogo na Arena Corinthians, a torcida usava o termo bicha quando o goleiro paraguaio ia bater tiro de meta. 

Futebol