PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Março do pesadelo: V. Hugo sofre nova suspensão e pode perder espaço

Vitor Hugo está fora do primeiro duelo pelas quartas de final do Paulista - DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Vitor Hugo está fora do primeiro duelo pelas quartas de final do Paulista Imagem: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/03/2017 12h00

Antiga unanimidade no Palmeiras, Vitor Hugo passou por um período terrível de 30 dias. O ‘pesadelo’ aumentou na noite da última quarta-feira, depois do cartão amarelo responsável por tirá-lo do primeiro jogo das quartas de final do Campeonato Paulista. A saída obrigatória do grupo dos titulares pode resultar em uma perda de espaço ainda maior.

Somente neste mês, Vitor Hugo sofreu três vezes com problemas disciplinares. Diante do Atlético Tucumán-ARG, na Libertadores, acabou expulso com apenas 25min de jogo. Em 13 de março, o zagueiro recebeu uma suspensão de dois jogos por acertar uma cotovelada no corintiano Pablo, em 22 de fevereiro, pelo Paulista.

Agora, com o cartão amarelo recebido durante o primeiro tempo da derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, Vitor Hugo desfalcará novamente a equipe em um período importante. Chance para Edu Dracena, um dos atletas mais elogiados na temporada, firmar-se de vez ao lado de Yerry Mina.

Edu Dracena tem atuado de maneira regular e já soma 11 partidas na temporada, todas elas como titular. O zagueiro recebeu elogios públicos de Eduardo Baptista, que, além de elogiar o nível no setor defensivo, destaca a capacidade de passe do veterano de 35 anos.

“Hoje, os grandes articuladores são os zagueiros. Com Edu e Mina, você une a experiência dos 35 do Dracena e um jovem de 23 anos com experiência enorme também e dá uma química boa. Com eles, taticamente ganho passe. O Mina é mais condutor, e o Dracena tem um passe vertical muito bom por trás”, disse Eduardo Baptista há duas semanas.

Na última quarta-feira, ciente do momento vivido por Vitor Hugo, o treinador preferiu poupar o camisa 4. Dentro de campo, após a infração que gerou o cartão amarelo, jogadores da Ponte Preta cobraram a expulsão do defensor palmeirense depois da dividida, mas o comandante saiu em sua defesa.

“Acho que ele marcou bem durante a partida. O lance do cartão foi lance de jogo, casual, nenhuma maldade. Um lance que ele precisava dividir a bola e levou o cartão”, declarou Eduardo Baptista, que não enxerga diferenças no comportamento do defensor.

“Não o senti diferente. Ele fez uma partida difícil, com toda hora o Pottker caindo pelo lado esquerdo. Ali o Pottker vive um grande momento, e vive também de jogar na base da força”, destacou.

Vitor Hugo desfalca o Palmeiras no primeiro duelo válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista. A equipe de Eduardo Baptista atuará fora de casa, diante do Novorizontino.

Futebol