PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Confronto no Morumbi testa defesas e ataques de Corinthians e São Paulo

Gabriel e Thiago Mendes em ação na partida válida pela Florida Cup, em janeiro - AFP PHOTO / Gregg Newton
Gabriel e Thiago Mendes em ação na partida válida pela Florida Cup, em janeiro Imagem: AFP PHOTO / Gregg Newton

Diego Salgado e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

26/03/2017 04h00

Um confronto de opostos ocorrerá na tarde deste domingo no Morumbi. São Paulo e Corinthians se enfrentam e colocam à prova pontos fortes e fracos das equipes. O time são-paulino é dono do melhor ataque do Paulistão, mas enfrenta na defesa. Os corintianos vivem realidade distinta, com a defesa menos vazada e ataque inoperante

O São Paulo de 2017 é quase só ataque - embora não esteja funcionando tão bem como nas primeiras partidas da temporada, o setor ofensivo segue sendo a principal arma de Rogério Ceni e a melhor artilharia do Campeonato Paulista: 23 gols. No Morumbi, diante do rival, o desafio dos homens de frente será mostrar que podem funcionar sem Cueva.
Em situação completamente oposta à do Corinthians, o São Paulo tem um setor defensivo que não passou nem perto de se acertar ainda na temporada. São 12 partidas consecutivas sofrendo gols, a grande maioria em falhas, lances de desatenção e em momentos importantes das partidas. No Paulistão, foram 19 gols sofridos.
Para o lateral Bruno, a falta de tempo é a principal vilã. "Acredito que pela maratona de jogos a gente não tem muito tempo para treinar o que temos dificuldade nos jogos. O Rogério vem falando isso, tem que descansar os atletas, é uma maratona muito desgastante. Quando temos tempo, o Rogério está treinando, mas o tempo é muito curto. Estamos mais na base da conversa", lamentou o jogador.
Diante do Corinthians, Ceni tem de escolher entre uma defesa com reservas ou titulares sem ritmo: Maicon e Rodrigo Caio estão voltando de lesão justamente neste domingo.
O Corinthians, embora tenha tomado quatro gols nos últimos quatro jogos, ainda encontra na solidez defensiva a chave para vencer no campeonato. Vale lembrar: a equipe do técnico Fábio Carille derrotou os rivais Palmeiras e Santos por 1 a 0.
Em dez jogos do estadual, o Corinthians levou apenas sete gols, 12 a menos que o São Paulo. No clássico deste domingo, o time alvinegro ainda terá o retorno de Balbuena, que atuará ao lado de Pablo - com a dupla em campo, foram dois gols sofridos em nove jogos.
O Corinthians, em contrapartida, encontra muitas dificuldades no ataque. O time tem o terceiro pior ataque do torneio, com dez gols, atrás somente de Ferroviária e São Bento. Ituano e São Bernardo somam o mesmo número dos corintianos.
Na última sexta-feira, Carille admitiu a dificuldade no ataque e celebrou o desempenho da defesa corintiana. O comandante do Corinthians também fez uma comparação com a equipe do São Paulo.
"Ele está tendo dificuldades diferente das que eu tenho. Parte ofensiva bem desenvolvida, jogadores rápidos chegando ao ataque e fazendo muitos gols. Ele está com um problema defensivo, sofrendo muitos gols, e a gente ao contrário. São os times que mais mudaram, normal aparecerem dificuldades no Paulista. Temos de ter sabedoria para melhorar", disse.

FICHA TÉCNICA


SÃO PAULO X CORINTHIANS


Data: 26 de março de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Paulista (11ª rodada)
Árbitro: Vinicius Furlan
Auxiliares: Anderson de Moraes Coelho e Eduardo Vequi Marciano

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Araruna, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero; Wellington Nem, Gilberto e Luiz Araújo. Técnico: Rogério Ceni

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Pedrinho; Jô. Técnico: Fábio Carille

Futebol