PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Kleina faz piada e até manchete de jornal, mas esconde time do mata-mata

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

26/03/2014 13h45

Brincadeiras com jornalistas, manchete para emissora de rádio e um bom humor incomparável. O que todo mundo quer saber, no entanto, Gilson Kleina, técnico do Palmeiras, preferiu não revelar: a escalação de sua equipe diante do Bragantino, na próxima quinta-feira, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Foram quase 30 minutos de tentativas em vão dos jornalistas. O comandante mostrou que tem habilidade para escapar das perguntas. Fez piada com o câmera que tirou um cochilo durante a entrevista, "intimou" um repórter a fazer pergunta e sugeriu até a manchete para uma emissora de rádio: "Kleina faz mistério!".  

Tudo isso porque, pela primeira vez no ano, o treinador fechou completamente os trabalhos na Academia de Futebol. Quando a mídia pôde entrar, apenas cobranças de pênaltis, batidas de faltas e jogadas ensaiadas. Na hora de dar a coletiva, o mistério continuou.

"Não tenho nada contra o trabalho da informação, mas precisamos trabalhar algumas situações, algumas jogadas", explicou o comandante. "Ninguém quer inventar a pólvora, ninguém quer fazer aventura. Nós usamos o treino para treinar situações de jogo, mudanças que podemos fazer com o decorrer da partida", completou.

Se estiver sendo apenas misterioso e não contador de histórias, Kleina precisará, então, optar por uma formação com três atacantes e um meia ou então com dois criadores e dois finalizadores.

Na primeira opção, a tendência é que o seguinte time seja escalado: Prass; Wendel, Tiago Alves, Lúcio e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley e Valdivia; Patrik Vieira, Leandro e Alan Kardec. Caso opte pela formação no 4-4-2, como foi contra o Santos, por exemplo, a mudança fica por conta da saída de Patrik Vieira para a entrada de Bruno César.

Há, ainda, outras opções que devem ser descartadas seguindo o discurso de "não inventar a pólvora". Mendieta poderia atuar como titular, Bruno César é uma opção para jogar aberto, ou o time pode entrar em campo com três meias e só Alan Kardec isolado à frente.

A imprensa tentou descobrir, ao menos, se França, lesionado na última partida, voltaria. Nem isso Kleina quis revelar. Posteriormente, a lista de relacionados acabou por indicar que o volante está fora do jogo.

Além do mistério, o treinador também foi muito cauteloso com as palavras e tentou não colocar como obrigação a vitória do Palmeiras, apesar de reconhecer que ser eliminado seria desastroso. 

"Já estive em time pequeno e sei como tudo ferve. Qualquer colocação vira motivação para o vestiário, que, com certeza, está fervendo", disse o comandante, que lembrou seus tempos à frente da Ponte Preta, quando eliminou o Corinthians.

O Palmeiras entra em campo a partir das 21h com a vantagem apenas de jogar do lado de seus torcedores. O empate leva a decisão por uma vaga para a semifinal para os pênaltis.

Confira a lista dos relacionados:

Goleiros: Fernando Prass e Bruno
Laterais: Wendel, Juninho e William Matheus
Zagueiros: Lúcio, Tiago Alves, Marcelo Oliveira e Wellington
Volantes: Wesley e Eguren
Meias: Valdivia, Bruno César, Mendieta, Mazinho, Patrick Vieira e Felipe Menezes
Atacantes: Alan Kardec, Leandro e Vinicius

Futebol