PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras aposta em esquema para ter Valdivia artilheiro e comemora sucesso

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

28/02/2014 06h00

Foram sete jogos e quatro gols de Valdivia em 2014. O lado artilheiro do meia chileno é uma aposta do treinador Gilson Kleina para que o rendimento do jogador seja ainda maior neste ano. Após um 2013 cheio de ausências e lesões, o camisa 10 tem sido constante na equipe.

“O posicionamento que a gente faz com o Valdivia é mais adiantado, mas não quero que ele fique entre os zagueiros. Ele é nosso articulador, nossa cabeça pensante. A presença do Valdivia na área é porque a gente quer que ele fique mais próximo do gol. A gente começou a trabalhar isso ano passado. Você ter um jogador com esse pensamento, essa chegada, perto do gol, é diferente. A gente sacrifica algumas situações, mas ele está entendendo o que estamos passando e estamos tentando extrair a melhor qualidade dele”, explicou Kleina.

O Palmeiras se adaptou para ter um Valdivia diferente e o resultado tem sido animador, tanto na visão da comissão técnica quanto na do jogador. Até mesmo um preparador pessoal foi contratado pelo atleta para que sua forma física fosse aprimorada.

“A diferença é que estou mais em campo. Sempre falei que quando você joga adquire ritmo. Quando você fica dois, três jogos dentro e um fora, perde um pouco isso. A gente está levando o planejamento a sério. Tem um profissional que eu contratei para cuidar de mim. Isso não significa que eu não vou machucar nunca mais, mas ele ajuda, isso já está comprovado. Estamos trabalhando juntos todo mês e espero que isso me ajude a continuar com esse número de gols e jogos”, falou o atleta.

Embora goste de sua nova função de chegar mais perto das redes adversárias, no entanto, Valdivia tem cautela ao falar sobre artilharia. “Tem que ir com calma. Sou um cara tranquilo, humilde, quem me conhece sabe. No jogo passado, fiz um gol de pênalti e a gente perdeu. Não adianta nada, só acrescenta nos números. O gol acompanhado da vitória é muito melhor. Prefiro não fazer gols e conseguir o objetivo, que é a taça”, comentou.

Valdivia, porém, não estará em campo na próxima partida do Palmeiras, contra a Portuguesa. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória contra o São Bernardo, na noite desta quinta-feira. Mas antes, deixou anotado seu gol, o segundo e último do alviverde no jogo.

Com o resultado desta quinta-feira no Pacaembu, o Palmeiras vai a 26 pontos e segue líder isolado do Grupo D da competição, e enfrenta a Portuguesa na próxima rodada.

Futebol