PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Não somos mulheres": alemão é acusado de sexismo por fala de defesa a CR7

Expulsão de Cristiano Ronaldo gerou críticas por parte dos atletas da Juventus - AP Photo/Alberto Saiz
Expulsão de Cristiano Ronaldo gerou críticas por parte dos atletas da Juventus Imagem: AP Photo/Alberto Saiz

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/09/2018 10h16

A polêmica expulsão de Cristiano Ronaldo ganhou um novo capítulo negativo para a Juventus. Nesta quinta-feira, um dia depois do cartão vermelho para o astro português na partida contra o Valencia, a defesa feita pelo meio-campista Emre Can repercutiu mal. Internautas acusaram o alemão de sexismo.

“Isso era para vermelho? Ouvi que ele [árbitro] disse ter sido por um puxão de cabelo. Nós não somos mulheres, estamos jogando futebol. Se você dá um vermelho para isso, deve ser expulso por qualquer falta”, afirmou Can à emissora DAZN.

Imediatamente à fala do meio-campista alemão, internautas se mostraram indignados com o discurso sexista e repudiaram Emre Can. Nem a Juventus e nem o atleta ainda se pronunciaram sobre o assunto.

"Total sexismo. Que vergonha, Emre Can!"

"Nós não somos mulheres". Belo sexismo. E ainda dizendo que depois seu companheiro foi o único a puxar o cabelo dos outros caras. Jogadores de futebol são realmente idiotas"

Cristiano Ronaldo foi expulso durante o primeiro tempo contra o Valencia, em duelo que marcou a estreia do português com a camisa bianconera na Liga dos Campeões da Europa. O jogador se envolveu em uma discussão com Murillo e recebeu o cartão vermelho.

O português se irritou e chegou a chorar na saída para os vestiários. Mesmo sem a maior estrela, a Juventus venceu o Valencia por 2 a 0, com dois gols de pênalti de Pjanic, e ocupa a segunda colocação do Grupo H.

O Manchester United largou como líder da chave ao superar o Young Boys, próximo adversário dos italianos, pelo placar de 3 a 0, gols de Pogba (dois) e Martial.

Esporte