PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Klopp lamenta desconcentração, mas comemora vantagem contra a Roma

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/04/2018 19h01

Apesar da goleada por 5 a 2, o Liverpool sai de Anfield nesta terça-feira com um sentimento de angústia. A equipe abriu cinco gols de vantagem, mas viu a Roma reagir e diminuir a diferença antes do segundo jogo da semifinal da Liga dos Campeões, na Itália. Pelo menos foi este o termômetro apresentado pelo técnico Jurgen Klopp após o duelo.

Em entrevista concedida ao Esporte Interativo, o treinador alemão do Liverpool lamentou a desconcentração do time após a abertura da larga vantagem – Roberto Firmino fez 5 a 0 aos 23min do segundo tempo. O comandante, porém, não deixou de comemorar a vitória que aproxima o clube inglês da decisão.

“Tivemos alguns erros e isso foi um problema de concentração, essas coisas acontecem. Mas tirando isso, fizemos um grande jogo. A gente tem que ficar de olho também nas faltas. Tomamos cartões e também situações que a arbitragem deixou o jogo complicado, mas conseguimos um grande resultado”, analisou o treinador.

“Nos preparamos as direções para ao time jogar pelas laterais, sabendo que eles viriam com três zagueiros. A gente percebeu durante o jogo que conseguiríamos marcar mais e mais e isso foi muito positivo”, acrescentou.

O abatimento maior de Klopp, todavia, correspondia à lesão do meia Oxlade-Chamberlain, que deixou o jogo ainda no início de partida. O alemão afirmou que as “notícias não são boas”.

O treinador, ciente do histórico recente da Roma, quer manter o Liverpool ofensivo para o duelo da volta, marcado para a próxima quarta-feira. O triunfo italiano por 3 a 0 contra o Barcelona, pela fase quartas de final, serve como exemplo para os ingleses entrarem com uma postura intensa no Olímpico.

“Temos que ser muito criativos para o segundo jogo. Fizemos isso nos últimos jogos, no sábado teremos que ser assim também. Preciso elogiar nossa torcida e no Olímpico não será diferente”, finalizou Klopp.

Esporte