PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Desfalque, Arrascaeta se revolta com expulsão: "para que serve o VAR?"

Paulo Whitaker/Reuters
Imagem: Paulo Whitaker/Reuters

Do UOL, em São Paulo

20/09/2018 00h42

O meia De Arrascaeta foi desfalque do Cruzeiro na derrota por 2 a 0 contra o Boca Juniors, nessa quarta-feira (19), no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores. Porém, mesmo de fora com dores na coxa, o uruguaio não deixou de criticar a arbitragem pela expulsão de Dedé após uso do árbitro de vídeo (VAR).

Assista aos gols da partida entre Cruzeiro e Boca Juniors.

“Para que serve o VAR?”, publicou em sua conta no Twitter.

Aos 24 minutos do segundo tempo na partida em La Bombonera, a bola foi alçada na área, Andrade saiu para tirar de soco, e Dedé tentou fazer o gol de cabeça, mas acertou o goleiro involuntariamente. O camisa 1 caiu desacordado no gramado, mas acordou logo depois e sofreu um corte na boca. No mesmo momento, o jogador do Cruzeiro ficou preocupado com o adversário e pediu atendimento para ele.

Quatro minutos após o lance, o árbitro paraguaio Eber Aquino resolveu consultar o VAR, comandado pelo também paraguaio Mário Diaz de Vivar, para analisar possível maldade do defensor do Cruzeiro. O paraguaio concluiu que Dedé foi imprudente e o expulsou.

O Cruzeiro já perdia por 1 a 0 e, menos de dez minutos depois do cartão vermelho, sofreu o segundo gol.

Já Arrascaeta assistiu ao duelo de longe e sequer viajou com o grupo para Buenos Aires. Há menos de duas semanas, o meia teve uma pequena lesão que o impediu de jogar um amistoso pelo Uruguai.

De volta a Belo Horizonte, o jogador foi preparado para o jogo contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil, mas voltou a sentir dores na coxa e não terminou a partida.

Futebol