PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após reunião na Conmebol, Cruzeiro protocola pedido para anular expulsão

Benecy Queiroz e Wagner Pires passaram a quinta-feira em reuniões na sede da Conmebol - Cruzeiro/Divulgação
Benecy Queiroz e Wagner Pires passaram a quinta-feira em reuniões na sede da Conmebol Imagem: Cruzeiro/Divulgação

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

20/09/2018 18h52

O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, e o supervisor administrativo, Benecy Queiroz, deixaram Buenos Aires e foram direto para Luque, no Paraguai, para uma reunião na Conmebol com o objetivo de formalizar o pedido de anulação do cartão vermelho levado por Dedé. O encontro foi realizado nesta quinta-feira com Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol, e outros membros da entidade.

Após as reuniões na entidade, o Cruzeiro acionou seu departamento jurídico e protocolou o pedido de anulação dos efeitos decorrentes da aplicação do cartão vermelho dado ao zagueiro. Desta forma, o clube mineiro solicita que o atleta esteja apto para disputar a partida de volta, marcada para o dia 4 de outubro, no Mineirão, e já aguarda o julgamento do caso.

“Fiquei bastante satisfeito pela maneira com que fomos recebidos na Conmebol. Estamos indignados com tudo o que aconteceu ontem na Bombonera. Não podemos admitir que a decisão pessoal de um árbitro coloque em xeque um sistema tão avançado como o VAR, que vem para contribuir com os avanços do futebol mundial”, destacou o presidente Wagner Pires de Sá, ao site oficial.

Futebol