PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogadores do Cruzeiro comentam expulsão de Dedé: "foi rigoroso demais"

Zagueiro recebeu o cartão vermelho direto após choque com o goleiro Andrada - Demian Alday/Getty Images
Zagueiro recebeu o cartão vermelho direto após choque com o goleiro Andrada Imagem: Demian Alday/Getty Images

Do UOL, em Belo Horizonte

19/09/2018 23h58

Após a derrota por 2 a 0 para o Boca Juniors, na primeira partida das quartas de final da Libertadores, a expulsão de Dedé foi o assunto mais comentado pelos jogadores do Cruzeiro. O zagueiro recebeu o vermelho após o uso do VAR depois de um choque com o goleiro Andrada. A reclamação por parte dos mineiros começou ainda dentro de campo. Minutos depois, o time levou o segundo gol da partida e perdeu de vez as forças para reagir. Na saída do gramado, os companheiros defenderam o zagueiro.

Assista aos gols da partida entre Cruzeiro e Boca Juniors.

"É um choque, mas não é agressão, não é intencional, não é para vermelho. O árbitro foi rigoroso demais, foi lá, olhou a imagem, mas não é assim que funcionam as coisas também. O jogador foi cabecear a bola, fecha os olhos, não vê o que está na frente. Claro que o choque foi forte, mas foi exagerado o vermelho", comentou o volante e capitão Henrique.

O lance de Dedé com Andrada ocorreu aos 29 minutos do segundo tempo. O goleiro foi atendido por pelo menos cinco minutos até que o árbitro deixou o campo para consultar o VAR e expulsou Dedé logo em seguida. Instantes depois de o jogo ser retomado, a Raposa voltou a falhar e levou o segundo gol.

"Eu não vi o lance, mas é difícil comentar. Houve o choque, mas não sei se teve intenção do Dedé, isso comprometeu muito, porque com um a menos ficou muito difícil", comentou o lateral Edílson.

O jogo da volta está marcado para o dia 4 de outubro, no Mineirão. Antes disso, o time tem outra decisão pela frente, também em Belo Horizonte. Na próxima quarta-feira, recebe o Palmeiras pela Copa do Brasil (na ida, venceu por 1 a 0).

Futebol