PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Michel (enquanto pôde) e Luan: Grêmio ganha força para 'missão Guayaquil'

Luan mostrou que está perto de 100% e começa partida contra o Barcelona-EQU - Lucas Uebel/Grêmio
Luan mostrou que está perto de 100% e começa partida contra o Barcelona-EQU Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

23/10/2017 11h00

O jogo contra o Palmeiras pode ter pouca influência na próxima quarta-feira, quando o Grêmio encara o Barcelona-EQU, em jogo semifinal da Libertadores. Mas os detalhes que estiveram presentes neste domingo foram animadores para os gaúchos. Michel e Luan voltaram bem de lesão e os reservas deram indícios do futebol que rendeu muitos elogios ao time no começo do ano, mas só no primeiro tempo.

Pode não ter sido uma atuação no nível daquelas que deram ao Tricolor o rótulo de melhor futebol do país no começo da temporada. Mas as características que estavam perdidas voltaram a aparecer. Com reservas, o Grêmio foi um time de toque de bola e criação pelo chão. Abriu espaços na defesa do Palmeiras e encarou de igual para igual um time que tinha a mesma pontuação sua na abertura da rodada. Já fez mais do que vinha fazendo nos últimos jogos.

Isso tudo no primeiro tempo, porque no segundo o Grêmio esteve totalmente entregue ao adversário e levou uma pilha de gols, saindo vaiado de campo.

Mas o duelo serviu, principalmente, para lançar luzes sobre os possíveis aproveitamentos de Luan e Michel na próxima quarta-feira. E ambos mostraram-se aptos.

Michel fez seu primeiro jogo após a artroscopia no joelho esquerdo realizada há 22 dias. E foi bem. Dividiu bolas por cima e por baixo, deu carrinho, correu, distribuiu bons passes e não mostrou qualquer receio do local lesionado. Fez o gol do Grêmio no segundo tempo e jogou os 90 minutos, mesmo que tenha perdido fôlego no final.

Se não tiver condição de atuar desde o começo na Libertadores, Michel já é ao menos alternativa para durante a partida. Para o compromisso de volta, na semana seguinte, passa a ser certeza.

Já Luan fez a segunda partida a partir do edema muscular que curou durante os últimos meses. A exemplo do ocorrido contra o Corinthians, Luan foi bem. Abriu espaços para companheiros, administrou as jogadas no meio-campo e passou por ele a maioria das jogadas criadas pelo Tricolor. No intervalo ele mostrou-se contente pelo rendimento.

"Eu quero jogar, quanto mais rápido pegar ritmo de jogo é melhor para mim", disse.

Mostrou que estará perto de 100% no jogo mais importante da temporada até então para os azuis, mesmo que ainda com ressalvas do técnico Renato Gaúcho. 

"O Luan a gente sabe que só a sequência de jogos vai fazer ele ser o Luan que estamos acostumados. Hoje não é porque ele não jogou tão bem... Toda equipe teve uma queda no segundo tempo. O Michel eu fiquei satisfeito. Não dá para comparar quem foi bem, quem foi mal. No primeiro tempo foi equilibrado, no segundo demos espaço. O mais importante é que Luan e Michel jogaram. Luan para recuperar ritmo de jogo e Michel para provar que está recuperado da cirurgia e sem dúvida será importante", disse o treinador.

Logística especial e grupo dividido

Os reservas encararam o Palmeiras neste domingo e os titulares não tiveram folga. Pela manhã, Renato Gaúcho comandou treinamento fechado no CT do clube para aqueles jogadores que devem começar diante do Barcelona de Guayaquil.

Enquanto isso, a direção do Grêmio fretou voo para a cidade equatoriana e a viagem começou durante a madrugada. Por lá realizará os trabalhos até a data da partida.

Confira a lista dos relacionados para a viagem:

Goleiros: Marcelo Grohe, Bruno Grassi e Paulo Victor
Laterais: Léo Moura, Edílson, Cortez e Marcelo Oliveira
Zagueiros: Pedro Geromel, Kannemann, Rafael Thyere e Bressan
Volantes: Arthur, Jaílson, Michel, Ramiro, Kaio e Cristian
Meias: Luan, Fernandinho, Arroyo, Everton, Cícero e Beto da Silva
Atacantes: Lucas Barrios e Jael

Futebol