PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio protege Libertadores e quer tirar lições que queda na Copa do Brasil

O Grêmio de Renato Gaúcho (f) foi eliminado na Copa do Brasil pelo Cruzeiro - Lucas Uebel/Gremio FBPA/Divulgação
O Grêmio de Renato Gaúcho (f) foi eliminado na Copa do Brasil pelo Cruzeiro Imagem: Lucas Uebel/Gremio FBPA/Divulgação

Do UOL, em Porto Alegre

24/08/2017 15h31

Sair da Copa do Brasil não vai influenciar negativamente na campanha do Grêmio na Libertadores. Esta é a manifestação do presidente do clube, Romildo Bolzan Júnior, tão logo acabou a disputa de pênaltis que simbolizou a queda tricolor na competição diante do Cruzeiro.

"Não acredito em reflexo na Libertadores. Todos estão focados, completamente dispostos. O próprio grupo sente necessidade de ganhar um título neste ano. Vai dar resposta. Em relação ao Brasileiro, vamos fazer a nossa parte e deixar correr. Vamos buscar vitórias e esperar tropeços que podem acontecer. Eu tinha receio profundo com o mês de setembro. Seria um cenário duro, difícil. Mas agora a gente se recupera para o Brasileiro. Agora a gente toma lições, verificamos situações", disse o mandatário.

O Grêmio ganhou em casa por 1 a 0, perdeu fora por placar idêntico, mas acabou eliminado na Copa nas cobranças de pênalti.

"É uma eliminação. Não queríamos que acontecesse, aconteceu nos pênaltis. Tivemos a oportunidade de fazer logo no começo, mas não afeta em nada. É momentâneo. O que aconteceu aqui nos remete a situação até de certo conforto. Para focar e disputar as competições. Quinta-feira estive na CBF e falei a eles que o campeonato estava se desequilibrando pelo calendário da Conmebol. Esse ano, se foi laboratório, serviu para ver o que não se pode fazer. Se obriga a fazer opção e o Grêmio fez isto. Agora estamos recompondo nossa perspectiva de jogar Brasileiro e Libertadores. Sinceramente? Passou. Terminou? Terminou. Bola para frente. A Libertadores nos dá mais um campeonato ainda, o Mundial, poder jogar o Mundial. Esse episódio está liquidado", acrescentou Romildo.

Agora, o técnico Renato Gaúcho cogita até mudar de planos no Brasileirão e passar a usar titulares com maior frequência. Antes, o time havia 'largado' a competição e reservas eram usados repetidamente por prioridade à competição de mata-mata.

Na Libertadores, o Grêmio está nas quartas de final e encara o Botafogo. O duelo de ida será 13 de setembro, no Rio de Janeiro. Além do Brasileiro, antes disso o Tricolor terá pela frente a Primeira Liga. O jogo de quartas de final será diante do Cruzeiro, fora de casa, na próxima quarta-feira.
 

Futebol