PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Eduardo Baptista inova, e Palmeiras encara Peñarol com três zagueiros

Vitor Hugo foi expulso no primeiro tempo na sua estreia na Libertadores - Gustavo Garello/Jam Media via AP
Vitor Hugo foi expulso no primeiro tempo na sua estreia na Libertadores Imagem: Gustavo Garello/Jam Media via AP

Do UOL, em São Paulo

26/04/2017 20h53

O Palmeiras vai jogar com três zagueiros diante do Peñarol na noite desta quarta-feira (26). O time ainda não atuou com três defensores de origem nesta temporada.

O técnico Eduardo Baptista inovou ao escalar um time com a seguinte formação: Prass; Edu Dracena, Vitor Hugo e Mina; Felipe Melo, Egídio, Jean, e Guerra; Michel Bastos, Roger Guedes e Borja.

Zé Roberto, que perdeu a posição para o jogo de volta, segue no banco de reservas. Michel Bastos foi o escolhido para o lugar de Dudu, que está suspenso.

O Palmeiras treinou durante toda a semana sem a presença da imprensa. O procedimento de treinar de maneira secreta, aliás, já vem sendo adotado desde a última quarta-feira, quando o time também fechou os portões na preparação para enfrentar a Ponte Preta.

Uma vitória pode colocar a equipe brasileira bem próxima da classificação à fase de mata-mata. Com 7 pontos, o time é líder do grupo 5, seguido pelo Wilstermann, que tem seis pontos, mas um jogo a mais. Mesma situação do 3º colocado Tucumán, que tem quatro pontos. O Peñarol, rival dos brasileiros desta noite, tem três e segura a lanterna.

Futebol