PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians ataca pouco, mas segura empate no Uruguai e decide em Itaquera

Do UOL, em São Paulo

27/04/2016 23h39

A decisão entre Nacional-URU e Corinthians ficou para São Paulo. Nesta quarta-feira, no Parque Central em Montevidéu, as duas equipes empataram sem gols pelas oitavas de final da Copa Libertadores. O resultado praticamente obriga os corintianos a vencerem em Itaquera na próxima semana - além disso, só será possível avançar nos pênaltis com um novo 0 a 0.

A rigor, a equipe dirigida por Tite não levou perigo para o Nacional. Em 90 minutos, foram só três finalizações do Corinthians, mas nenhuma no alvo. Os uruguaios foram perigosos no primeiro tempo, aumentaram o índice de posse de bola e concluíram mais no segundo tempo, mas não conseguiram vazar o goleiro Cássio.

Com Rodriguinho e Alan Mineiro na equipe titular, modificada após eliminação contra o Audax no último sábado, o Corinthians não funcionou, principalmente no último terço do campo. Alan fez partida apagada, Lucca errou quase todos os lances e André atuou bastante isolado. Mas, com espírito competitivo, os corintianos tiveram também bastante frieza para não cair em provocações, já que a partida foi bastante pegada.

Para uma equipe que jogou com o desfalque de Giovanni Augusto e vinha de eliminação no último sábado, o resultado foi satisfatório. Tite gostaria muito de balançar as redes no Uruguai, mas leva a decisão a Itaquera, onde tem 12 vitórias e um empate na temporada.

FICHA TÉCNICA

NACIONAL 0 x 0 CORINTHIANS

Data: 27 de abril de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Local: Gran Parque Central, em Montevidéu (Uruguai)
Árbitro: Patrício Loustau (Argentina)
Assistentes: Eduardo Cardozo e Roberto Cañete (PAR)
Cartões amarelos: Polenta, Sebastián Fernández, Elias, Felipe

NACIONAL: Conde; Fucile, Victorino, Polenta e Espino; Barcia e Romero; Porras, Ramírez e Sebastián Fernández; Nico López. Treinador: Gustavo Munúa

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Alan Mineiro (Marlone), Elias, Rodriguinho e Lucca; André. Treinador: Tite

Futebol