PUBLICIDADE
Topo

Salário de Pato no Corinthians era maior do que todo elenco do Once Caldas

Do UOL, em São Paulo

03/02/2015 17h49

Corinthians e Once Caldas vão iniciar na próxima quarta-feira (03) a disputa de um mata-mata válido pela fase preliminar da Copa Libertadores. Em um aspecto, porém, a distância entre as duas equipes já está estabelecida e não precisa de resultados de campo para ser comprovada. Os colombianos têm realidade financeira bem mais modesta, e a soma dos salários de todo o elenco é inferior ao que os brasileiros aceitaram desembolsar por mês para o atacante Alexandre Pato, contratado do Milan em 2013.

Pato tem contrato com o Corinthians até o fim de 2016 e voltou ao Brasil para receber R$ 800 mil mensais – desde o início do ano passado, quando ele foi emprestado ao São Paulo, os dois clubes paulistas dividem essa conta. O Once Caldas, em contrapartida, gasta 620 milhões de pesos colombianos (R$ 682 mil) por mês com salários de todo o elenco.

A diferença de realidade é gritante. O gasto mensal do Corinthians com salários de jogadores supera R$ 10 milhões. Além de Pato, que recebe R$ 400 mil para defender o São Paulo, a equipe alvinegra investe R$ 520 mil por mês em Emerson Sheik e R$ 500 mil em Elias, por exemplo.

“O torcedor tem todo direito de querer uma equipe galáctica, mas precisamos medir as possibilidades em todos os sentidos. Não podemos dar saltos se formos frágeis”, disse o presidente do Once Caldas, Rafael Castañeda, ao jornal colombiano “La Patria”.

O orçamento do Once Caldas para a temporada 2015 é de 14 bilhões de pesos colombianos (R$ 15,4 milhões). O custo mensal do futebol gira em torno de 1,1 bilhão de pesos colombianos (R$ 1,2 milhão).

O custo anual do time colombiano é quase um terço do déficit que o Corinthians pretende apresentar em julho de 2015 – a diretoria alvinegra já divulgou previsão de fechar o ano com prejuízo de R$ 44,6 milhões. A estimativa dos brasileiros é que o faturamento do clube neste ano seja de pelo menos R$ 220 milhões.

“A pressão é deles, que nos superam em nome e poder econômico. Nós temos vontade e desejo”, disse à “ESPN” da Colômbia o goleiro Juan Carlos Henao, 43, que foi campeão da Libertadores pelo Once Caldas e hoje é reserva da equipe colombiana.

A fusão que originou o Once Caldas aconteceu em 1961, mas o time colombiano só adotou o nome atual em 1994. O adversário do Corinthians na pré-Libertadores já conquistou quatro títulos nacionais: 1950 (ainda como Deportes Caldas), 2003 (Apertura), 2009 (Apertura) e 2010 (Finalización).

A participação deste ano será a oitava do Once Caldas na Libertadores, competição que o time colombiano conquistou em 2004. Uma das apostas é o estádio Palogrande, onde os mandantes só sofreram três derrotas em toda a história do torneio sul-americano (todas elas em 2011).

Futebol