PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cerro e Lanús sobrevivem a grupo "mais equilibrado" e vão às oitavas

Do UOL, em São Paulo

08/04/2014 23h56

O mais equilibrado da Libertadores. Assim foi definido o grupo 3 da Libertadores nas últimas semanas. E as equipes demonstraram por que a definição era válida. Os quatro times entraram em campo nesta terça-feira com chances claras de classificação, mesmo na última rodada. Melhor para Cerro Porteño e Lanús que eliminaram Deportivo Cali e O'Higgins e avançaram às oitavas.

Destaque a vitória por 3 a 2 do Cerro Porteño sobre o Deportivo Cali. Com o resultado, os paraguaios chegaram a dez pontos e ficaram com a primeira colocação do grupo. Já o Lanús ficou no empate sem gols com o O'Higgins, chegou a oito pontos e também segue em frente.

O jogo mais interessante da noite aconteceu no Paraguai. Mesmo dentro de casa, o Cerro começou a partida levando um belo susto. Aos 11 minutos do primeiro tempo, Marrugo aproveitou a bola na entrada da área e bateu firme no canto direito, sem chances para o goleiro Fernández.

Precisando da vitória para confirmar a vaga, o time comandado pelo ex-jogador Arce, que defendeu o Palmeiras, se lançou ao ataque. Empurrado pela torcida, o Cerro pressionou e dominou as ações no ataque. A tática mais sufocante fez efeito aos 37, quando Corujo Diaz bateu firme no contrapé de Mondragón e empatou o jogo.

A virada dos donos da casa aconteceu sete minutos depois. O veterano espanhol Dani Güiza, de 33 anos, recebeu na área e demonstrou raciocínio rápido para girar e bater colocado no canto de Fernández.

O segundo tempo foi marcado pelo equilíbrio e pela postura mais ofensiva do Deportivo Cali. E novamente os visitantes conseguiram marcar nos minutos iniciais. Aos 16, Murillo recebeu na entrada da área e, livre de marcação, soltou o pé no canto esquerdo para empatar.

No entanto, o Cerro demonstrou força e conseguiu confirmar a vaga nas oitavas aos 34. Andres Perez se jogou para evitar uma finalização e o árbitro viu toque de mão do defensor do Deportivo Cali, assinalando pênalti. Julio dos Santos foi para a cobrança e não desperdiçou. 

No outro jogo da noite, Lanús e O'Higgins empataram sem gols, no Chile. O time argentino quase foi eliminado nos minutos finais, quando os chilenos tiveram um pênalti a favor. No entanto, Marchesín defendeu a penalidade e confirmou a vaga para a equipe comandada por Guillermo Barros Schelotto. 

Futebol