UOL Esporte Libertadores
 
Tárlis Schneider/Agência Freelancer

Volante argentino já tinha marcado na estreia e garantiu vitória do Inter em casa

23/02/2011 - 23h55

Inter goleia com dois de Bolatti, alivia pressão em Roth e ganha a primeira

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

O volante argentino Mario Bolatti roubou a cena no segundo jogo do Internacional na Libertadores. Jogando pouco, diante da sua torcida, o atual campeão da América precisou contar com dois gols do gringo para conseguir a primeira vitória no grupo seis, batendo o Jaguares-MEX por 4 a 0. Leandro Damião e Oscar completaram o placar que diminui a pressão no estádio Beira-Rio. Celso Roth, com o resultado, permanece no cargo.

Bolatti já havia marcado na estreia do Inter, diante do Emelec, no Equador. O confronto em Guayaquil marcava sua estreia. De quebra, o fato consolida uma ironia: Celso Roth segue como treinador da equipe por influência direta daquilo que mais tem gerado críticas da torcida. Os três volantes. A vitória deixa os gaúchos na liderança da chave seis, com quatro pontos, superando o Emelec no saldo de gols.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
8 min – Guiñazu entra na área, serve L. Damião e atacante bate no canto direito. Por muito pouco bola não entra rente a trave.
12 min – Frias ganha de Índio e cabeceia para o chão. Lauro faz boa defesa e salva.
19 min – GOOOL DO INTER! Após escanteio e confusão na área, Bolatti pega o rebote e bate forte.
24 min – Frias gira em cima do marcador e bate colocado. Lauro pula, não chega e quase leva.
43 min – GOOOL DO INTER! Inter tabela de cabeça dentro da área do Jaguares e Bolatti marca pelo alto.
SEGUNDO TEMPO
20 min – GOOOL DO INTER! Goleiro dá rebote, Cavenaghi chuta na trave e L. Damião marca.
28 min - Bolatti levanta a bola na área, Cavenaghi desvia e Villalpando faz a defesa.
46 min - GOOOL DO INTER! Oscar recebe bola no meio do campo e bate colocado. Golaço!

Antes da bola rolar, Celso Roth corria risco de perder o cargo. Até mesmo uma vitória, sem futebol convincente, poderia determinar uma ação da diretoria. Os cartolas jamais deram discursos contundentes sobre a sequência do comandante, que ainda amarga a inquietação da torcida pelo vexame no Mundial, em dezembro. Quando a escalação foi anunciada no sistema de som do estádio, o treinador foi muito vaiado.

Time sente a falta do 10

Com bola rolando, o Inter começou sendo surpreendido pela velocidade do Jaguares, principalmente do lado esquerdo. Rojas não encontrava limites para suas descidas no lado do campo. A defesa vermelha se viu em problemas nos cinco minutos iniciais. Mesmo dentro de casa, o time gaúcho demorou para chegar no ataque.

E mesmo tendo arriscado, aos sete com Kleber, não tinha as rédeas do confronto. Eram raros os momentos em que o Inter controlava o jogo. Em um destes, aos oito minutos, Guiñazu surgiu dentro da grande área. O gringo rolou para o meio e Leandro Damião bateu rasteiro, muito perto do canto direito do goleiro. A resposta dos mexicanos saiu da cabeça de Frias, que ganhou com facilidade de Índio. Lauro se esticou e salvou no chão.

A cada jogada errada, cada tentativa que não atendia as características do time, ficava clara a ausência de D’Alessandro. O camisa 10, centralizador de jogo, ficou de fora por lesão no pé. Com o desfalque, o time de Roth não tinha posse de bola e abusava da ligação direta.

  • D'Alessandro recebeu homenagem do Inter por ser eleito o "Rei da América" em 2010, em eleição do El País. Gringo ficou de fora do jogo por lesão no pé direito e fez muita falta durante os 90 minutos

Além do chutão para frente, os gaúchos apostavam na bola parada para ter sucesso. Com 19 minutos, a estratégia deu certo. Kleber cobrou escanteio da esquerda, a zaga cortou duas vezes de forma errada e Bolatti pegou o rebote e chutou forte.

Jogando pouco, o Internacional dava espaços. Permitia troca de passes no seu campo, sem maiores problemas. A falta de qualidade do Jaguares, no entanto, salvava os gaúchos de um  sofrer gols. Frias e Manso tiveram chance de igualar o marcador, mas não fizeram.

Quando o enredo parecia se complicar, Bolatti surgiu de novo. Mais uma vez com a bola parada. O gringo aparou uma bola do alto, depois do desvio de Sorondo e Cavenaghi. Tudo começou com a cobrança de uma falta, ao lado da grande área. Agora, a pressão estava arrefecida de vez.

Pior no segundo tempo

Com o placar a favor, Roth não mexeu no time. Seguiu não tendo domínio do jogo e sendo pressionado pelo Jaguares. A equipe visitante rondava o gol de Lauro, ameaçava descontar, mas não o fazia.

BLOGUEIRO OPINA SOBRE O JOGO

Juca Kfouri: Já o Inter foi bem, muito bem, diante de 26 mil torcedores no Beira-Rio. A vítima foi o Jaguares mexicano. Leia mais

Somente aos 20 minutos os donos da casa reagiram. Em cobrança de falta. Zé Roberto bateu, o goleiro soltou para o meio da área. Ali, Cavenaghi arrematou e acertou o pé da trave. Na sobra, Leandro Damião mandou para o fundo da rede.

O domínio seguiu sendo dos mexicanos. Mas o Inter controlou melhor a pressão. Aos 35, Leandro Damião foi sacado para entrada do jovem Oscar. Logo depois, Alecsandro ocupou a vaga de Cavenaghi. O gringo, ex-River Plate e Mallorca, que fez sua primeira partida como titular.

Antes do fim, Oscar recebeu no meio-campo. Teve espaço e bateu colocado. Chute explodiu no pé da trave direita e entrou. Um golaço. Na próxima rodada do grupo seis, o Inter visita o Jorge Wilstermann, na Bolívia. Enquanto isso, o Jaguares-MEX encara o Emelec, em casa.

Ficha da Partida

Internacional Internacional Técnico: Celso Roth
1. Lauro
4. Nei
3. Índio
14. Sorondo
6. Kléber
8. Wilson Mathias
24. Bolatti
5. Guiñazu
23. Zé Roberto
17. Andrezinho
18. Cavenaghi
20. Alecsandro
9. Leandro Damião
16. Oscar
4 0
Jaguares Jaguares Técnico: José Guadalupe Cruz
1. Jorge Villalpando
2. Miguel Martínez
4. Ismael Fuentes
5. Osmar Flores
22. Hugo Sánchez
15. Marvin Cabrera
11. Guillermo Rojas
24. Jorge Hernández
13. Jorge Rodríguez
10. Damián Manso
8. Zamora
14. Francisco Torres
23. Salazar
25. Julio Frias

Data: 23/02/2011 - 21h50

Local: Beira-Rio

Árbitro: Roberto Silveira

Auxiliares: William Casavieja e Marcelo Costa

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host