PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cristiano Ronaldo participa de 3 gols, e Juve vira sobre Napoli por 100%

O gol do português não saiu por pouco: ele marcou em impedimento no segundo tempo - Alberto Lingria/Reuters
O gol do português não saiu por pouco: ele marcou em impedimento no segundo tempo Imagem: Alberto Lingria/Reuters

Do UOL, em São Paulo

29/09/2018 14h54

Cristiano Ronaldo não balançou as redes no duelo entre os dois melhores times do Campeonato Italiano, mas ajudou a Juventus a manter 100% de aproveitamento após sete rodadas disputadas. O astro português participou de três gols na virada por 3 a 1 sobre o Napoli, neste sábado, em Turim - Mandzukic, duas vezes, e Bonucci marcaram depois de Mertens abrir o placar para o adversário. Foram duas assistências e mais um lance em que CR7 acertou a trave e deu o rebote para seu time chegar a 21 pontos e se isolar ainda mais na liderança.

O Napoli tinha chance de assumir a ponta da tabela de classificação, mas sofreu com a boa atuação da Juve e também a expulsão de Mário Rui antes da metade do segundo tempo. O time fica estagnado em segundo, com 15 pontos, enquanto os adversários se isolam. O próximo compromisso da Juventus é sábado, contra a Udinese, enquanto o Napoli enfrenta o Sassuolo, atual terceiro colocado com 13 pontos, no dia seguinte.

Pressão rende gol cedo

Mesmo atuando fora de casa, o Napoli impôs seu jogo contra a Juventus no começo. Zielinski acertou a trave de Szczesny logo aos cinco minutos de bola rolando, em chute de pé esquerdo. Apesar de os mandantes tentarem reação com Cristiano Ronaldo, foi mesmo o Napoli que abriu o placar com base na pressão aa saída de bola adversária Aos nove, Bonucci saiu jogando errado e Allan recuperou quase na intermediária. Após interceptar o passe, o brasileiro tocou rápido para Callejón aberto na ponta direita dominar e cruzar. Na frente do gol, Mertens só completou com precisão.

Mertens - Stefano Rellandini/Reuters - Stefano Rellandini/Reuters
Imagem: Stefano Rellandini/Reuters

Astro joga e faz jogar

Cristiano Ronaldo foi o principal nome da Juventus desde o início do jogo. Aberto pela esquerda, abriu espaço e criou chances, como uma em que recebeu em velocidade, dominou com a coxa, não deixou a bola cair e bateu firme, da entrada da área, para defesa de Ospina. O golaço que deixou de fazer virou jogada genial do português: aos 25 minutos do primeiro tempo ele recebeu passe pela esquerda e humilhou Hysag com um drible antes de cruzar no meio da área. Lá, Mandzukic apareceu em espaço curto e cabeceou para empatar.

CR7 voltou a facilitar a vida do croata no segundo tempo. Logo aos três minutos, Dybala começou jogada pela intermediária e deu o passe para Cristiano Ronaldo, ainda na entrada da área, bater no contrapé de Ospina. A bola bateu na trave, mas a sobra ficou viva e foi direto aos pés de Madzukic. Mais um do centroavante da Juve com ajuda de luxo do português.

Mandzukic  - Alberto Lingria/Reuters - Alberto Lingria/Reuters
Imagem: Alberto Lingria/Reuters

Confusão e mudanças

Koulibaly e Callejón tentaram recolocar o Napoli no jogo, mas tudo ficou mais difícil após a expulsão de Mário Rui, que levou dois cartões amarelos após entradas duras e acabou fora do jogo aos 14 minutos do segundo tempo. A expulsão ainda antecedeu uma confusão entre jogadores das duas equipes, com desentendimento entre Allan e Bonucci e participação de Mandzukic e Insigne. O Napoli, que era mais ofensivo naquele momento, precisou mudar para remontar a defesa e trocou duas peças. A Juve aproveitou o embalo e acionou Bentancour e Bernardeschi. Dybala saiu aplaudido.

Consagrou de novo

Cristiano Ronaldo - Alberto Lingria/Reuters - Alberto Lingria/Reuters
Imagem: Alberto Lingria/Reuters

Cristiano Ronaldo pode ter passado em branco, mas foi quem mais ajudou a Juventus a construir sua vitória na sétima rodada do Campeonato Italiano. Depois de participar dos gols de Mandzukic, o português desviou de cabeça, na altura da primeira trave, uma bola cruzada em cobrança de escanteio. No meio do caminho para o gol, Bonucci não quis correr riscos e desviou, anotando o terceiro da virada do time de Turim.

CR7 ainda teve mais duas chances antes do fim do jogo: um chute colocado defendido por Ospina e muito lamentado pelo português e mais uma bola lançada por Matuidi para ele que até tomou as redes do Napoli, mas em impedimento marcado pela arbitragem. Já era o suficiente.

Esporte