PUBLICIDADE
Topo

Esporte

CR7 interrompe sequência, mas Juventus vence em "redenção" de Dybala

Português teve melhor chance aos 40 minutos do segundo tempo contra o Bologna - Massimo Pinca/Reuters
Português teve melhor chance aos 40 minutos do segundo tempo contra o Bologna Imagem: Massimo Pinca/Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/09/2018 17h50

Depois de marcar três gols nos últimos dois jogos no Campeonato Italiano, duas vezes contra o Sassuolo e mais uma diante do Frosinone, Cristiano Ronaldo passou em branco nesta quarta-feira, contra o Bologna, pela sexta rodada da competição. A Juventus venceu por 2 a 0 em casa e se manteve na ponta da tabela de classificação, agora com 18 pontos, mas os gols foram marcados por Dybala e Matuidi - o segundo com assistência do astro português.

O próximo compromisso de CR7 pela Juventus será no sábado, às 13h, contra o Napoli, que venceu o Parma também nesta quarta-feira e segue colado, na segunda posição, com três pontos a menos.

Dybala finalmente aparece

Dybala, da Juventus - Massimo Pinca/Reuters - Massimo Pinca/Reuters
Imagem: Massimo Pinca/Reuters

Novamente escalado como titular em razão da suspensão do brasileiro Douglas Costa, Dybala enfim deu retorno ao técnico Massimiliano Allegri no Campeonato Italiano. Foi ele o autor do primeiro gol da Juve contra o Bologna, aos 10 minutos do primeiro tempo. Antes disso os donos da casa já haviam criado duas boas chances, com Cancelo e Matuidi, que reclamou de pênalti ainda nos primeiros minutos. A pressão seguiu até Dybala receber lançamento em velocidade e praticamente ajeitar de nuca para Matuidi, que bateu para boa defesa de Skorupski. O argentino completou no rebote, com categoria.

CR7 solidário e quase decisivo

Matuidi e Cristiano Ronaldo - Massimo Pinca/Reuters - Massimo Pinca/Reuters
Imagem: Massimo Pinca/Reuters

Amplamente superior ao Bologna, a Juventus pressionava a saída de bola adversária e empilhava oportunidades de gol. O segundo foi marcado cinco minutos depois do primeiro, por Matuidi. Em dividida dura, que o Bologna reclamou de falta, Bentancur fez o desarme e iniciou contra-ataque em velocidade. Cristiano Ronaldo recebeu na ponta direita, conduziu e cruzou no meio da área. A bola passou por três defensores do Bologna e chegou para Matuidi concluir no alto.

Logo depois da assistência, Cristiano Ronaldo teve chance de anotar o terceiro. Após limpar a marcação na entrada da área do Bologna, o português bateu cruzado e viu Skorupski fazer boa defesa. Depois disso, a Juventus diminuiu o ritmo, passou a controlar a posse de bola e teve menos chances reais de aumentar a vantagem.

Português por português

Cristiano Ronaldo, da Juventus - Massimo Pinca/Reuters - Massimo Pinca/Reuters
Imagem: Massimo Pinca/Reuters

Se Cristiano Ronaldo não conseguia chamar atenção até ali, outro português roubou a cena: o lateral direito Cancelo. Primeiro ele entrou na área, fintou a marcação e viu a bola bater na mão de Dzemaili na tentativa de sequência da jogada. O árbitro não marcou o pênalti pedido pelo português. Pouco depois, o lateral teve uma chance de fora da área e bateu forte para boa defesa do goleiro do Bologna. Foi quase o terceiro gol, que teimou em não sair.

Já aos 40 do segundo tempo, a prova de que o placar não mudaria mais: CR7 recebeu em velocidade na ponta direita do ataque, cortou a marcação e chutou cruzado. A bola passou rente à trave do Bologna e não entrou. E pior: foi marcado impedimento e não valeu nada.

Esporte