PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com gol e recorde de Willian, Chelsea vence antes de "decisão" contra Barça

Em melhor temporada da carreira, brasileiro faz quinto gol em cinco jogos pelo Chelsea - GLYN KIRK/AFP
Em melhor temporada da carreira, brasileiro faz quinto gol em cinco jogos pelo Chelsea Imagem: GLYN KIRK/AFP

Do UOL, em São Paulo

10/03/2018 16h21

Com direito à grande atuação do brasileiro Willian, que alcançou a melhor marca de gols em uma temporada na carreira, o Chelsea venceu o Crystal Palace por 2 a 1 neste sábado (10), no Stamford Bridge, e se recuperou no Campeonato Inglês após duas derrotas consecutivas - para Manchester United e Manchester City.

O resultado mantém o time londrino na quinta colocação da Premier League, mas agora com 56 pontos, a apenas dois do Tottenham, que abre a zona de classificação à próxima Liga dos Campeões e visita o Bournemouth neste domingo. O Crystal Palace soma 27 e segue na zona do rebaixamento.

Por falar em Champions, a vitória em casa renovou a confiança da equipe do técnico Antonio Conte para o jogo de volta contra o Barcelona pelas oitavas de final da atual edição do torneio continental. Depois de empate por 1 a 1 na capital inglesa, os dois times voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, no Camp Nou.

Willian brilha; Cavalieri assiste

Willian tenta jogada em Chelsea x Crystal palace - Matt Dunham/AP - Matt Dunham/AP
Willian deu trabalho para a defesa do Crystal Palace
Imagem: Matt Dunham/AP

Em ótima fase no Chelsea, Willian abriu o placar neste sábado e deu um lindo corta-luz na jogada do segundo gol, além de ter infernizado a defesa do Crystal  Palace com velocidade e dribles pelos dois lados do ataque azul. O brasileiro chegou a 13 gols na temporada (cinco nos últimos cinco jogos), melhor marca da carreira.

Pelo lado dos visitantes, Diego Cavalieri, recém-contratado após deixar o Fluminense, ficou mais uma vez no banco. Hennessey, o titular da posição, falhou no primeiro gol e deu azar no segundo. Uma atuação que deve ter feito o brasileiro sonhar com a vaga.

1º tempo: Amplo domínio azul

Antonio Conte orienta o Chelsea contra o Crystal Palace - ADRIAN DENNIS/AFP - ADRIAN DENNIS/AFP
Conte, que balança no cargo, orienta o Chelsea à beira do gramado
Imagem: ADRIAN DENNIS/AFP

Enfrentar um adversário como o Crystal Palace foi uma ótima pedida para o Chelsea antes do embate contra o Barcelona. Soberana no primeiro tempo, a equipe londrina sofreu poucos sustos e impôs o ritmo. Com 20 minutos, já eram sete finalizações - contra só uma dos visitantes - e mais de 60% de posse de bola.

O primeiro gol saiu aos 24 minutos. Willian recebeu pela esquerda, cortou o zagueiro e bateu rasteiro. A bola desviou na zaga e entrou devagar no canto de Hennessey, que demorou a reagir. Já aos 31, Alonso tocou, o meia brasileiro fez o corta-luz e Zappacosta bateu forte. A bola tocou no zagueiro Kelly, na cabeça do goleiro e ainda rebateu em Kelly antes de entrar nas redes. Um 2 a 0 justo para o Chelsea, que só não ampliou antes do intervalo porque Giroud perdeu gol feito.

2º tempo: Caminhão de gols perdidos

Giroud disputa a bola pelo alto em Chelsea x Crystal Palace - Toby Melville/Reuters - Toby Melville/Reuters
Giroud perdeu gols incríveis no Stanford Bridge
Imagem: Toby Melville/Reuters

A desvantagem fez o Crystal Palace partir mais para o ataque na etapa final, o que tornou o jogo aberto. Logo aos 2 minutos, Sorloth invadiu a área e acertou a trave de Courtois. O Chelsea respondeu com Willian, que só não marcou porque foi travado pela zaga, e Hazard, que parou em defesa de Hennessey. 

O festival de gols perdidos continuou, principalmente com Giroud. O atacante francês viu Win-Bissaka tirar seu arremate quase em cima da linha aos 16 minutos e carimbou a trave aos 22 minutos. Substituído na sequência, deixou o campo fazendo careta. 

Com o placar sacramentado, o Chelsea reduziu o ritmo e só administrou a vantagem na reta final da partida. O Crystal Palace pressionou e Van Aanholt chegou a descontar, tocando por baixo de Courtois aos 44 minutos. Mas a reação parou por aí. Festa da torcida do Chelsea, que agora conta as horas para a decisão em Barcelona. 

Esporte