PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em reestreia de David Luiz, Chelsea joga mal e perde do Liverpool em casa

David Luiz sangrando - John Sibley/Reuters - John Sibley/Reuters
Imagem: John Sibley/Reuters

Do UOL, em São Paulo

16/09/2016 17h50

David Luiz não teve um bom resultado em sua reestreia pelo Chelsea. Na primeira partida do brasileiro desde que ele foi recomprado do Paris Saint-Germain por 32 milhões de euros, o time inglês teve atuação fraca e perdeu em casa para o Liverpool por 2 a 1, nesta sexta-feira (16), pelo Campeonato Inglês.

O zagueiro não teve culpa direta em nenhum dos gols, ambos marcados no primeiro tempo. O primeiro, marcado por Lovren, contou com uma pane generalizada da defesa do Chelsea, que deixou três atletas do Liverpool completamente livres na área. Já o segundo foi um tiro indefensável de longa distância do capitão Henderson, no ângulo de Courtois.

Com dificuldades para manter a bola e ao mesmo tempo sem conseguir parar as rápidas trocas de passes do Liverpool, o Chelsea foi presa fácil na primeira etapa. O time da casa só melhorou um pouco no segundo tempo, até que, aos 16 minutos, Matic fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Diego Costa diminuir. A equipe azul tentou pressionar nos últimos minutos, mas a reação parou por aí.

O resultado fez o Liverpool de Jürgen Klopp subir para 10 pontos e empatar com o Chelsea na tabela de classificação. O jogo abriu a quinta rodada do Campeonato Inglês, que tem como líder o Manchester City, com 12 pontos em quatro jogos.

David Luiz: nariz sangrando e presença no ataque

Às vezes amado, às vezes criticado pela torcida do Chelsea, o brasileiro teve apoio maciço de Stamford Bridge em sua reestreia. Os torcedores cantaram seu nome antes do jogo, e o brasileiro respondeu com uma partida regular.

David deu um susto no primeiro tempo após um choque de cabeças com o atacante Mané. Com o nariz sangrando, ele foi atendido e voltou ao gramado sob aplausos.

O zagueiro também voltou a mostrar sua famosa propensão em se juntar ao ataque: acertou ótimos lançamentos, levou perigo em lances aéreos na bola parada e se mandou para frente em alguns momentos, entrando na área do Liverpool e pedindo o cruzamento. Ameaçou até bater uma falta nos últimos minutos, mas foi Fàbregas quem cobrou - e mandou na barreira. Não foi suficiente para levar o Chelsea à vitória.

Esporte