PUBLICIDADE
Topo

Gaúcho - 2019

Inter leva virada do Pelotas em casa e perde na estreia de titulares

Inter saiu na frente, mas Pelotas fez 2 a 1 em pleno Beira-Rio na bola parada - Jeferson Guareze/AGIF
Inter saiu na frente, mas Pelotas fez 2 a 1 em pleno Beira-Rio na bola parada Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

24/01/2019 23h10

O Internacional perdeu a primeira em 2019 e foi dentro de casa. Nesta quinta-feira (24), no complemento da segunda rodada do Gauchão, o time vermelho levou a virada do Pelotas em pleno Beira-Rio. O 2 a 1 fica ainda mais amargo por ter sido na estreia do time titular.

Adriano Lara contra, Dão e Felipe fizeram os gols do jogo. O Inter sentiu fisicamente, mas nos dois tempos perdeu grandes chances. Acertou a trave duas vezes, com Nico López e Rodrigo Moledo, e no final nem os sete minutos de acréscimo ajudaram a evitar a derrota.

O jogo ainda marcou a estreia de Bruno, ex-São Paulo e Bahia, e a reestreia de Rafael Sobis com a camisa do Inter. O lateral direito foi titular e o atacante entrou no segundo tempo.

Na próxima rodada, o Inter visita o São José-POA e o Pelotas recebe o São Luiz-RS. As duas partidas serão no domingo (27), mas o Colorado entra em campo às 17h (Brasília) e a equipe de Diego Gavilán joga a partir das 19h.

Nico e Pottker roubam a cena

Se o lado direito foi melhor, dentro do setor houve dois destaques. Nico López conseguiu levar a melhor na maioria esmagadora dos duelos e abriu espaços constantemente. William Pottker, mesmo atuando como centroavante, teve mobilidade e criou boas chances. Nico chutou de longe e exigiu defesa de Airton. Pottker fez a jogada que terminou em gol contra de Adriano Lara. Depois, o mesmo Nico López acertou a trave em chute colocado.

Bruno e Patrick decepcionam

Patrick fez um jogo discreto, sem contribuição efetiva para a fase ofensiva e longe da defesa. A falta de intensidade tirou o camisa 88 de campo no segundo tempo. Ele foi o primeiro sacado e deu lugar a Neilton. Bruno, estreante da noite, teve altos e baixos. Na etapa final, sentiu também foi substituído.

Lado direito leva Inter à frente

A atuação do Internacional teve um quê de treino pela pré-temporada ainda em andamento. A falta de ritmo de jogo também afetou a intensidade da equipe, mas o lado direito levou a equipe à frente com triangulações. A profundidade deu suporte para criação das melhores chances.

Faltas em série cobram preço

O ritmo mais forte no início ficou de lado com menos de 30 minutos e o Pelotas aproveitou. A equipe da zona sul do estado adiantou linhas e foi ganhando metros com faltas em série. Em uma delas, Germano cruzou e a defesa do Internacional parou. Dão completou para empatar.

Pelotas vira na bola parada

Se o empate do Pelotas teve cara de surpresa, a virada não. O Internacional não retomou a imposição do começo do jogo e deu espaços. Aos 10, Germano cobrou falta à meia altura e Felipe desviou para o fundo da rede.

Inter inverte Nico e vai para cima

No segundo o Internacional voltou com Nico López aberto pela esquerda. Não deu certo. A primeira medida para tentar mudar o jogo foi sacar Patrick e lançar Neilton. Depois, Odair Hellmann tirou Bruno e botou Rafael Sobis. Por fim, botou Guilherme Parede na vaga de Pottker. As novas peças deram fôlego ao ataque, mas seguiu faltando pontaria. Nos acréscimos, Nico perdeu gol incrível cara a cara com Airton.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 2 PELOTAS

Data e hora: 24/01/2019 (quinta-feira), às 21h15 (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 17.719 pessoas (14.680 pagantes)
Renda: R$ 435.190,00
Árbitro: Lucas Guimarães Horn
Auxiliares: Maurício Coelho Silva Penna e André da Silva Bitencourt
Cartões amarelos: William Pottker, Rodrigo Moledo (INT); Airton, Giovane Gomez, Adriano Lara (PEL)
Gols: William Pottker, aos 13 minutos do primeiro tempo (INT); Dão, aos 29 minutos do primeiro tempo (PEL); Felipe, aos 10 minutos do segundo tempo (PEL)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno (Rafael Sobis), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Neilton), D'Alessandro, Nico López e William Pottker (Guilherme Parede)
Técnico: Odair Hellmann

PELOTAS: Airton, Adriano Lara, Dão, Felipe e Gimenez; Reinaldo Silva, Reinaldo Dutra, Germano e Léo Costa (Léo Bahia); Jarro (Luiz Felipe) e Giovane Gomez (Julio)
Técnico: Diego Gavilán