PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Victor Cuesta vai contra retrospecto e revive Independiente no Inter

Victor Cuesta pode fazer sua estreia pelo Inter nesta quarta diante do Ypiranga - Ricardo Duarte/Inter
Victor Cuesta pode fazer sua estreia pelo Inter nesta quarta diante do Ypiranga Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

22/03/2017 04h00

Victor Cuesta está relacionado pela primeira vez. Nesta quarta-feira (22) às 19h30 (de Brasília), o argentino poderá fazer sua estreia com a camisa do Internacional. Remando contra um retrospecto ruim de compatriotas de mesma posição no Colorado, ele irá reviver o passado recente de sua vida no segundo semestre brasileiro. 
 
Não é fácil para um zagueiro adaptar-se ao futebol brasileiro rapidamente. Saindo de sistema de jogo diferente, com proteção e contra rivais de outra característica, muitos gringos encontram dificuldades para se firmar por aqui. 
 
O Internacional tem exemplos recentes de argentinos que não deram certo na função. Mario Bollatti, era volante de origem e se negou a atuar como zagueiro no Colorado. Não conseguiu se firmar entre 2011 e 2012, acabou sendo cedido ao Botafogo e hoje defende o Belgrano. Em 2004, Juan Manuel Herbella, conhecido como 'El Doctor' por ser formado em medicina, também não teve a melhor sorte no Colorado. Acabou dispensado pelo clube no ano seguinte e abandonou o futebol em 2011. Antes, em 2002, Horacio Ameli teve pouco tempo para mostrar seu futebol, ficou apenas um semestre e oscilou bons e maus momentos. 
 
Em contrapartida, a história do Internacional é rica com estrangeiros de outras nacionalidades na zaga. Entre os principais ídolos do clube estão dois defensores de países vizinhos. Elias Figueroa, chileno, defendeu o Inter na gloriosa década de 1970. Precisamente entre 71 e 76, conquistou seis Campeonatos Gaúchos e dois Brasileiros, sendo capitão e símbolo do time. 
 
Em seguida, Óscar Aguirregaray, uruguaio, foi figura importante no vice-campeonato brasileiro de 1988. E Carlos Gamarra, paraguaio, encarou a difícil década de 1990, mas mesmo com as dificuldades do Colorado naquela época, ergueu a taça do Gauchão de 1997 e consolidou-se como ídolo da torcida. 
 

Revive passagem por clube em reconstrução

Ser contratado para a reconstrução de um clube que jamais havia disputado a segunda divisão. A rotina de Cuesta no Inter não é diferente do que ele mesmo encarou no Independiente. Com inédito rebaixamento em 2012/2013, o time passou por total reformulação e conseguiu subir no jogo de desempate na temporada 2013/2014. No segundo semestre do ano, para o regresso à elite, Cuesta foi contratado. A ideia era dar solidez e experiência à defesa. 
 
A partir da entrada, ele se firmou na equipe, chegou à seleção argentina e agora se prepara para um novo começo no Brasil. 
 
FICHA TÉCNICA
YPIRANGA X INTERNACIONAL
Data e hora: 22/03/2017 (quarta-feira), às 19h30 (Brasília)
Local: estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS)
Transmissão na TV: PPV
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Fabrício Lima Baseggio e Mateus Olivério Rocha
YPIRANGA: Carlão; Márcio, Negretti, Wagner e Gabriel; Jackson, Eder, Araújo, Maycon e Kaio Wilker; Talles Cunha. 
Técnico: Guilherme Macuglia
INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão (Cuesta), Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Charles, Seijas (Anselmo) e D'Alessandro; Nico López e Brenner. 
Técnico: Antonio Carlos Zago
 

Futebol