PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rival do Inter é 'ex-time da FGF' e modelo de organização a pequenos do RS

São José-RS é adversário do Inter na semifinal do Campeonato Gaúcho - Divulgação/Facebook do São José
São José-RS é adversário do Inter na semifinal do Campeonato Gaúcho Imagem: Divulgação/Facebook do São José

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

15/04/2016 06h00

O São José foi, por muito tempo, o 'time da Federação Gaúcha de Futebol'. O gestor do clube era o presidente da entidade, Francisco Novelleto Neto, que deixou o posto em 2013. Atualmente, o rival do Inter nas semifinais do Gauchão é modelo de planejamento e organização aos pequenos. Aposta forte nas categorias de base, mantém estádio próprio e trabalha como empresa. 

O São José não atrasa vencimentos. Jogar no clube da zona norte de Porto Alegre não significa ter grandes salários todo mês, mas receber o pouco que lhe é oferecido. Não há grandes contratações a cada semestre, pelo contrário, a ideia é apostar na base. 
 
Tanto que para este ano, o time manteve a maioria dos jogadores que foram campeões da Copa FGF (no segundo semestre, disputada por times pequenos do Estado que ficam fora das competições nacionais) do ano passado. Contratou pontualmente alguns jogadores e promoveu a comissão técnica da base. 
 
Desta forma, chegou a ficar 25 jogos oficiais sem ser derrotado. O técnico China Balbino, promovido com toda sua comissão dos times inferiores, é um dos destaques do Gauchão deste ano, até pela campanha do time, que terminou a primeira fase na frente do Internacional. 
 
E a formação não é apenas de jogadores. Lá se formam também profissionais do futebol. O atual auxiliar técnico de Paulo Roberto Falcão no Sport trabalhou no São José e saiu de lá para acompanhar o ex-volante. 
 
Hoje já não há mais qualquer ligação entre o clube e a Federação Gaúcha de Futebol. Miltom Machado é o atual gestor do clube, o mesmo que por muito tempo geriu o futebol da equipe da Ulbra - que depois virou Canoas. 
 
Com o fator local - estádio Passo D'Areia e seu piso sintético - como aliado, o Zequinha espera eliminar o Inter do Gauchão. Para, quem sabe, fazer história e referendar seu modelo de gestão como exemplo aos clubes pequenos do Estado. 
 

Futebol