PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem Neymar, PSG goleia o Rennes e segue embalado no Campeonato Francês

BENOIT TESSIER/REUTERS
Imagem: BENOIT TESSIER/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

27/01/2019 19h56

O Paris Saint-Germain segue embalado no Campeonato Francês. Neste domingo (27), o time parisiense goleou o Rennes por 4 a 1 no Parque dos Príncipes e manteve a invencibilidade na competição após 22 rodadas. O PSG não contou com Neymar, que se recupera de dores no pé direito.

Os primeiros movimentos pareciam indicar uma vitória tranquila para o time de Thomas Tuchel. O resultado, porém, não foi construído tão facilmente. O PSG saiu na frente aos seis minutos com Cavani, mas, sem brilho, permitiu a reação do Rennes, que empatou com Niang ainda na etapa inicial. Na volta do intervalo, a equipe da casa mudou a postura e garantiu o resultado positivo com Di María, Mbappé e novamente Cavani.

Com o resultado, o PSG se isolou ainda mais na liderança do Francês, com 56 pontos - 13 à frente do Lille, segundo colocado. O Rennes, com 30, ocupa a décima posição.

O PSG volta a campo no próximo domingo (3) para o clássico contra o Lyon. Será o penúltimo compromisso antes da partida contra o Manchester United, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

O melhor: Di María

O argentino Ángel Di María foi decisivo na vitória deste domingo. O atacante deu a assistência para Cavani logo no início e marcou o gol que colocou a equipe em vantagem na segunda etapa. Boa atuação do jogador que, na ausência de Neymar, integrou o trio titular do ataque do PSG.

Pouco brilho e susto no 1º tempo 
Marquinhos em ação pelo PSG - FRANCK FIFE/AFP - FRANCK FIFE/AFP
Imagem: FRANCK FIFE/AFP

Demorou apenas seis minutos para o PSG abrir o placar no Parque dos Príncipes. Depois de um lindo lançamento de Kimpembe para Di María na esquerda, o argentino cruzou na medida para Cavani antecipar a marcação e completar de cabeça para o gol. O que parecia ser o indício de uma vitória tranquila, no entanto, não se concretizou. Longe de fazer um bom primeiro tempo, o time de Paris permitiu o empate do Rennes aos 27 minutos, quando Niang aproveitou cruzamento da direita e completou com um toque de letra. 

Sem Neymar, o PSG não mostrou grande ímpeto ofensivo nos primeiros 45 minutos e viu o adversário dominar a posse de bola (52% contra 48%) e finalizar mais vezes ao gol (sete contra seis). O desempenho pareceu ter desagradado o técnico Thomas Tuchel, que foi para o vestiário bastante irritado.

PSG acorda e Di María faz com categoria

Depois de um primeiro tempo sonolento, o PSG voltou do intervalo com outra postura. Com ímpeto ofensivo, o time da casa pressionou os visitantes desde o reinício da partida. A mudança de atitude deu resultado e, aos 14 minutos, Di María mostrou categoria para colocar a equipe em vantagem. O argentino recebeu lançamento de Thiago Silva, saiu na cara do goleiro e finalizou de cobertura com uma cavadinha.

Mbappé insiste e marca 
Mbappé comemora gol do PSG contra o Rennes - FRANCK FIFE/AFP - FRANCK FIFE/AFP
Imagem: FRANCK FIFE/AFP

O atacante Kylian Mbappé teve duas chances de deixar a sua marca na etapa inicial, mas acabou ficando no quase. A primeira oportunidade surgiu aos dez minutos. O francês recebeu lançamento, aproveitou saída atrapalhada do goleiro Koubek e finalizou com a meta aberta. O chute, no entanto, foi cortado pela zaga do Rennes. Nos acréscimos, nova chance para o atacante. Mbappé aproveitou um cruzamento e completou com uma finalização ao estilo "escorpião". A bola desviou na marcação e foi para escanteio.

Os lances desperdiçados, porém, não abalaram o atacante. Aos 20 minutos do segundo tempo, ele conseguiu balançar as redes em uma bobeada do Rennes. A defesa visitante saiu jogando errado e Draxler serviu o companheiro, que completou na saída do goleiro. Mbappé se isolou ainda mais na artilharia do Campeonato Francês, com 18 gols.

Cavani fecha a goleada

Cavani voltou a balançar a rede no segundo tempo. Após contra-ataque iniciado por Thiago Silva, Mbappé disparou pela esquerda e serviu o uruguaio, que só teve o trabalho de empurrar para o gol aos 25 minutos. Com o resultado assegurado, o PSG passou a controlar o jogo e poupou algumas peças. Cavani, por exemplo, deixou o campo aos 35 para a entrada de Choupo-Moting.

Tite comparece ao Parque dos Príncipes 
Tite e Edu Gaspar no Parque dos Príncipes - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Tite foi presença ilustre no Parque dos Príncipes. Ao lado de Edu Gaspar, o técnico da seleção brasileira assistiu ao jogo do PSG neste domingo. Antes da partida, o treinador visitou o atacante Neymar, que está afastado dos gramados por conta de dores no pé direito. O craque será reavaliado pelo médico da seleção, Rodrigo Lasmar, nesta segunda-feira (28).

Esporte