PUBLICIDADE
Topo

Esporte


PSG vence Lille com gols de Mbappé e Neymar e segue 100% no Francês

Neymar e Mbappé comemoram gol do PSG sobre o Lille - Christian Hartmann/Reuters
Neymar e Mbappé comemoram gol do PSG sobre o Lille Imagem: Christian Hartmann/Reuters

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Paris (FRA)

02/11/2018 18h40

Nesta sexta-feira (2), o PSG superou seu principal adversário para continuar 100% no Campeonato Francês. Em duelo do líder contra o vice-líder, o time parisiense recebeu o Lille e venceu o oponente por 2 a 1, com gols de Kylian Mbappé e Neymar. Nicolas Pépé descontou nos acréscimos. Poupando titulares para a Liga dos Campeões, a equipe da capital começou morna, mas esquentou no segundo tempo para decidir o jogo.

O brasileiro começou o jogo apagado, mas melhorou no segundo tempo com bons passes, chapéu, gol e assistência para Mbappé marcar, ajudando a decidir o jogo. Com o triunfo, o PSG foi a 36 pontos, abrindo 11 de diferença para o vice-líder. Do lado do Lille, Thiago Mendes foi titular, Luiz Araújo entrou o segundo tempo e Thiago Maia não saiu do banco de reservas.

Agora, o PSG volta a campo terça-feira, quando visita o Napoli em jogo decisivo pela Liga dos Campeões. Pelo Campeonato Francês, a equipe volta a campo no dia 11, quando visita o Monaco.

Neymar e Mbappé chegam fantasiados para o jogo

Nessa quinta-feira (31), comemorou-se em vários países do mundo o feriado do Dia das Bruxas, no qual uma das tradições é fantasiar-se. Neymar e Mbappé resolveram entrar no clima da data festiva e chegaram ao Parque dos Príncipes vestidos como personagens do seriado espanhol "La Casa de Papel"

Buffon é titular, e Cavani é poupado para terça

Costumeiramente titular do PSG, Edinson Cavani nem sequer foi relacionado para o jogo contra o Lille. Isso porque o centroavante foi poupado para a decisiva partida de terça-feira, quando o time francês visita o Napoli pela quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Outras mudanças foram feitas na escalação, e o goleiro Gianluigi Buffon teve a oportunidade de sair jogando.

Defensores perdem chances no primeiro tempo

Christian Hartmann/Reuters
Imagem: Christian Hartmann/Reuters

Sem Cavani, o PSG teve em seus defensores as maiores ameaças ao gol do Lille no primeiro tempo. Primeiro com Marquinhos, que, em cobrança de escanteio de Neymar, cabeceou livre de dentro da pequena área, mas errou o alvo e se irritou. Depois, Thomas Meunier recebeu livre dentro da área após bela arrancada de Mbappé, mas chutou por cima do gol. O atacante Ángel di María também assustou em cobrança de escanteio direta para o gol, defendida "no susto" pelo goleiro Mike Maignan.

Pênalti? Mbappé protagoniza lance polêmico

Christian Hartmann/Reuters
Imagem: Christian Hartmann/Reuters

Centralizado para exercer a função que costuma ser de Cavani, Mbappé protagonizou lance polêmico na etapa inicial. Aos 32 minutos do primeiro tempo, o atacante do PSG foi para cima de Fodé Ballo-Touré, se choca com o adversário dentro da área e vai ao chão. O defensor do Lille chegou a colocar o braço no rosto do adversário, mas mesmo assim o árbitro mandou seguir.

Morno na etapa inicial, PSG volta quente e abre o placar

Christian Hartmann/Reuters
Imagem: Christian Hartmann/Reuters

Após um primeiro tempo moroso, o PSG animou a torcida no início do segundo com pressão, bons passes de Di María e até chapéu de Neymar. Meunier desperdiçou mais uma chance ao tentar cruzar. O time martelou até conseguir abrir o placar com Mbappé. Aos 25 minutos, Verrati iniciou a jogada e tocou para Neymar, que rolou para o francês. De fora da área, o francês bateu colocado e venceu o goleiro adversário em um belo gol.

Neymar conta com desvio e deixa a sua marca

Christian Hartmann/Reuters
Imagem: Christian Hartmann/Reuters

Aos 38 minutos do segundo tempo, Neymar, que havia assistido Mbappé no primeiro gol, fez o seu. O brasileiro tabelou com o francês e invadiu a área do Lille. Quando tentou a finalização, contou com desvio na zaga e viu a bola ir no canto esquerdo de Maignan, deixando o seu. Após o gol, o técnico Thomas Tuchel, que esperou o PSG matar o jogo, fez as três alterações pensando no jogo com o Napoli e tirou Bernat, Verrati e Marquinhos. Nos acréscimos, o Lille ainda descontou em cobrança de pênalti de Pépé após Thilo Kehrer tocar com a mão na bola dentro da área.

Esporte