PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2019

Com sobrevivente presente, homenagens marcam Fla-Flu pós-tragédia

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/02/2019 20h31

Como era de se esperar, as referências à tragédia que vitimou 10 meninos do Ninho do Urubu deram o tom antes e durante o clássico entre Flamengo e Fluminense, válido pelas semifinais da Taça Guanabara.

Em um camarote, Cauan Emanuel, um dos sobreviventes do incêndio, acompanhou a partida e chorou copiosamente junto a familiares. Na arquibancada, bandeiras com imagens dos jovens foram erguidas pela torcida.

Um vídeo com gols e jogadas dos jogadores foi mostrado no telão do Maracanã, que também exibiu os rostos de cada um.

Na entrada das equipes, 44 crianças entraram em campo com balões de gás hélio, que foram soltos. Cada um dos jogadores do Fla estamparam o nome de um dos meninos e a inscrição "Garotos do Ninho" na frente.

Os tricolores, por sua vez, entraram no gramado com uma camisa branca e os nomes dos que morreram no centro de treinamento rubro-negro. Aos 10 minutos da etapa inicial, o lado rubro-negro iluminou o Maracanã com os celulares e cantou uma música composta em lembrança aos jovens.

ANDRÉ ROCHA COMENTA VITÓRIA DO FLU: "HONROU A TRADIÇÃO"

UOL Esporte