PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ferj marca finais da Taça GB no Maracanã e pressiona Consórcio por resposta

Ferj espera ter o Maracanã ao menos para os jogos decisivos do Campeonato Carioca 2017 - Pedro Ivo Almeida/UOL
Ferj espera ter o Maracanã ao menos para os jogos decisivos do Campeonato Carioca 2017 Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/01/2017 18h28

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) tem pressa para resolver a liberação do Maracanã para seu respectivo uso nos jogos decisivos do Campeonato Carioca. Nesta sexta-feira, a entidade enviou um novo ofício ao Consórcio que administra o estádio.

Desta vez, a Federação informou que marcou os jogos finais da Taça Guanabara – semifinais em 25 de fevereiro e 01 de março, e final em 05 de março – para o Maracanã e cobrou uma posição do grupo administrador em até 72 horas.

Documento da Ferj pro Consórcio Maracanã - UOL - UOL
Documento enviado pela Ferj ao Consórcio Maracanã nesta sexta-feira (27)
Imagem: UOL

A intenção da Ferj é pressionar o Consórcio por uma solução. Há cerca de dez dias, o grupo administrador topou um encontro com Federação e Governo do Rio para resolver o imbróglio pela utilização do local. O caso, no entanto, não andou e restam menos de 30 dias para as finais da Taça Guanabara.

A ideia da Ferj é entrar no Maracanã o quanto antes, calcular os gastos de uma recuperação inicial do estádio e propor uma solução ao grupo para que haja condições mínimas de receber os jogos do final de fevereiro e início de março. O tempo, porém, joga contra.

Diante do impasse entre Odebrecht e o Comitê Rio-2016 após os Jogos Olímpicos, o Maracanã apresenta dezenas de sinais de abandonos. Ao mesmo tempo que não esconde a intenção de devolver o estádio para o Governo do Rio de Janeiro, a Odebrecht culpa a Rio-2016 pelo descuido no local. Segundo a empreiteira, o Comitê não cumpriu as cláusulas de manutenção para devolver o equipamento.

Futebol