PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sheik revela 3 meses de sofrimento e 7 kg perdido por nova chance no Fla

Emerson Sheik ficou treinando sozinho no CT Ninho do Urubu por três meses - Gilvan de Souza/Flamengo
Emerson Sheik ficou treinando sozinho no CT Ninho do Urubu por três meses Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/09/2016 23h57

Emerson Sheik voltou a marcar um gol. Mais do que isso, o atacante do Flamengo voltou a sorrir. Após três meses longe do time - jogou apenas um minuto em uma partida no fim de agosto -, o jogador desabafou depois de garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Palestino, do Chile, em Santiago, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira (21).

Em entrevista à TV Globo na saída do campo, Emerson relembrou o sofrimento do período em que esteve no esquecimento e a luta contra a balança para voltar a ter uma chance na equipe do técnico Zé Ricardo.

“Foram três meses difíceis ali fora. Todo mundo que compartilhou desses momentos comigo sabe do que estou falando. Confesso que estive acima do peso. Perdi sete quilos nesses três meses. Mas Deus foi me mostrando que minha hora estava chegando. Não fiz nada, só um gol, mas para mim tem um valor muito especial”, comentou.

“Foi difícil, foi fogo. Era complicado ver todo mundo viajando, trocando de roupa e eu treinando sozinho no Ninho [do Urubu, CT] com a molecada. Um cara que tem um histórico como eu, difícil. Bom que tem gente que me ama por perto. Sabia que no fundo o Zé [Ricardo] ainda acreditava em mim”, completou o atacante.

Futebol