PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Barbieri vê Corinthians diferente e Fla "fazendo de tudo" por vaga na final

O técnico Maurício Barbieri destacou a importância da esperada semifinal no Flamengo - Gilvan de Souza/ Flamengo
O técnico Maurício Barbieri destacou a importância da esperada semifinal no Flamengo Imagem: Gilvan de Souza/ Flamengo

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/09/2018 10h05

O duelo contra o Corinthians por uma vaga na final da Copa do Brasil é o evento mais importante do ano no Flamengo por tudo o que representa. A partida das 21h45 (de Brasília), da próxima quarta-feira (26), em São Paulo, definirá o rumo das equipes no restante da temporada. O técnico Maurício Barbieri reconheceu a relevância do confronto e analisou algumas possibilidades.

Basicamente, o comandante aposta em um Corinthians que sairá mais para o jogo por estar em casa. No empate por 0 a 0, no Maracanã, os paulistas se postaram defensivamente e dificultaram as ações dos cariocas. Só a vitória coloca qualquer um dos times na decisão. Em caso de empate no tempo normal, a vaga será decidida nos pênaltis.

“A tendência é a de que eles mudem a postura. O próprio Jair Ventura disse que, em São Paulo, seria outra postura. Acho que vão sair mais, se expor. A torcida vai exigir isso deles. Se permanecerem como foi aqui, o Flamengo precisará de calma e serenidade para encontrar os espaços. Mas acredito em uma postura diferente”, disse.

Sobre a importância da partida, Maurício Barbieri deixou claro o peso do jogo, porém, salientou que o Campeonato Brasileiro segue em disputa, com o Flamengo ainda diante da possibilidade de conquistar o título.

“É o jogo mais importante do ano. Se tratando de Copa do Brasil. Faremos de tudo para passar, mas isso não diminui a nossa responsabilidade no Campeonato Brasileiro. Temos escolhas importantes a fazer, tudo de acordo com as características do adversário”, comentou.

Por fim, Barbieri descartou qualquer possibilidade de favoritismo do Flamengo pela qualidade do elenco em relação ao Corinthians.

“Não existe favorito. São duas grandes equipes. Temos tudo para fazer um grande jogo”, encerrou.

Futebol