PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Herói em triunfo do Cruzeiro, Hudson superou lesão e físico abaixo do ideal

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

24/08/2017 04h00

Hudson passou 33 dias fora de campo por conta de uma lesão na coxa esquerda. A ausência fez com que o volante perdesse oito compromissos do Cruzeiro na temporada. A volta aos gramados, ocorrida em 13 de agosto, foi longe da condição física ideal.

Ainda fora de ritmo, o meio-campista já voltou entre os prediletos de Mano Menezes. Nos quatro jogos que ficou à disposição da comissão técnica, o atleta participou de três - todos na condição de titular.

Novamente escolhido pelo comandante para atuar entre os 11 iniciais, Hudson brilhou e marcou o seu terceiro gol em sua passagem pelo time na vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio. O volante aproveitou cruzamento de Thiago Neves em cobrança de escanteio e estufou a rede de Marcelo Grohe. O tento levou o duelo para os pênaltis e deu ao atleta a condição de herói da classificação.

Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, na saída do Mineirão, Hudson revelou que atuou longe da forma física ideal:

"Fiquei feliz, o Mano confiou em mim, mesmo não estando nas condições físicas ideais. Pude ajudar o time, mas acho que o time todo está de parabéns. Não só o time, mas torcida também, que entrou em campo e apoiou o clube", afirmou.

"Eu não diria no sacrifício, porque eu não sinto dor, não tenho lesão mais. Mas estou bem longe das condições físicas ideais", acrescentou.

Futebol