PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fábio repete 2015, defende pênalti decisivo e leva Cruzeiro à final

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

24/08/2017 00h07

O Cruzeiro está na final da Copa do Brasil. Depois de vencer o Grêmio por 1 a 0 nos 90 minutos, a equipe mineira também passou pelos gaúchos na decisão por pênaltis: 3 a 2. E o grande destaque foi o goleiro Fábio. Depois de contar com a sorte e ver duas cobranças baterem na trave, o camisa 1 defendeu a batida de Luan, melhor jogador do time tricolor. Assim, Fábio repete o ano de 2015, quando também pegou pênalti diante do São Paulo, também no Mineirão, e classificou a equipe para as quartas de final da Copa Libertadores.

"Deus sempre me capacitou, estou aqui porque Deus preparou isso para minha vida. Agradeço a Deus por ter me dado essa oportunidade de ajudar na classificação e fazer nosso torcedor feliz", comentou o goleiro na saída de campo.

No tempo normal, Hudson marcou o único gol do jogo, logo no início do segundo tempo. Nas penalidades, Fernandinho e Arthur marcaram para o Grêmio, mas Edílson e Everton cobraram na trave e Luan viu seu pênalti ser defendido por Fábio. No Cruzeiro, Robinho e Murilo não marcaram, mas Rafael Sóbis, Raniel e Thiago Neves converteram.

Com a classificação, o Cruzeiro vai agora reeditar a decisão de 2003 e enfrentar o Flamengo na grande decisão. O rubro-negro venceu o Botafogo por 1 a 0 e garantiu sua vaga na finalíssima. O sorteio dos mandos de campo será nesta quinta-feira.

Futebol