PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras 'vira a chave' e encara desesperados antes de decisão no Allianz

Cuca terá três semanas para preparar o Palmeiras antes do duelo de volta pelo mata-mata - Cesar Greco/Fotoarena
Cuca terá três semanas para preparar o Palmeiras antes do duelo de volta pelo mata-mata Imagem: Cesar Greco/Fotoarena

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/09/2016 11h00

'Virar a chave'. Este velho clichê do futebol acabou repetido nas perguntas e nos discursos dos jogadores do Palmeiras após a derrota por 2 a 1 para o Grêmio, em duelo de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil. O foco retorna ao Campeonato Brasileiro, competição na qual o time alviverde lidera com uma vantagem de apenas um ponto em relação ao Flamengo (54 a 53).

"Agora a gente precisa esquecer a Copa do Brasil, virar a chave e pensar apenas no Santa Cruz", afirmou o capitão Dudu depois do resultado negativo no Rio Grande do Sul.

"Agora é tirar a cabeça da Copa do Brasil e voltar a pensar no nosso objetivo dentro do Campeonato Brasileiro", repetiu o atacante Rafael Marques na saída do gramado.

Tabelinha: Copa do Brasil pode ser uma armadilha para o Palmeiras, avaliam PVC e Julio Gomes. Ouça agora

"São duas competições distintas. A derrota já passou. Fizemos um gol fora de casa e isso é importante. Agora temos que trocar o 'chip'. Nossas atenções estão voltadas para a sequência do Brasileiro. São quatro rodadas até o próximo jogo da Copa do Brasil. Muita coisa pode acontecer ate lá", analisou Moisés.

O confronto da volta entre Palmeiras e Grêmio está marcado para apenas o próximo dia 19, no Allianz Parque.

Antes de pensar em como armar o time para obter no mínimo uma vitória por 1 a 0, placar suficiente para reverter o duelo, Cuca encara adversários complicados no Campeonato Brasileiro.

Líder da Série A, o time alviverde encara quatro adversários desesperados neste meio tempo. Todos os rivais que antecedem ao duelo da volta brigam seriamente contra o rebaixamento no Brasileiro.

Na próxima segunda-feira, o Palmeiras pega o vice-lanterna Santa Cruz, fora de casa. Domingo, dia 9, o rival é o último colocado América-MG.

Em 13 de outubro, o Cruzeiro, primeiro clube na zona da degola, será o adversário. A maratona diante de rivais desesperados se encerra três dias depois, diante do Figueirense, em Florianópolis.

Futebol