PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Árbitro relata gritos de "pega ladrão" de Euriquinho e ofensa de Rodrigo

Do UOL, em São Paulo

22/09/2016 08h35

Em mais um jogo quente na Copa do Brasil na noite da última quarta-feira, o árbitro Jean Pierre Gonçalves de Lima relatou ofensas do zagueiro Rodrigo e do assessor da presidência vascaíno Eurico Brandão (mais conhecido como Euriquinho) no empate por 2 a 2 entre Vasco e Santos.

Segundo a súmula, Rodrigo foi expulso ao término da partida por “proferir as seguintes palavras de forma persistente: ‘tu é um cagão, tu é um cagão’”. O  jogador reclamava de uma suposta falta não marcada em Alan que resultou, no contra-ataque, no segundo gol santista ao 38min do segundo tempo. O Vasco precisava de mais um gol no momento para levar a disputa para os pênaltis, mas o empate selou a eliminação. 

Já Euriquinho, que é filho do presidente Eurico Miranda ,recebeu o quarto árbitro Diego Real e o inspetor de arbitragens Nelson Monção no vestiário do Vasco, segundo a súmula, com gritos de “Pega ladrão, tem ladrão no vestiário. Guarda o relógio, guarda a carteira. Vocês têm que sair de camburão. Isso é uma vergonha. O mundo dá voltas, iremos nos encontrar pelos aeroportos. É você mesmo que estava em outros jogos. Vocês são tudo ladrão”.

A súmula ainda aponta que, no momento em que o quarteto de arbitragem deixava o campo de jogo, "foi arremessado um calçado (tênis) e uma sandália (chinelo havaiana) vindos da torcida do Vasco".

A serie de incidentes relatos por Jean Pierre Gonçalves de Lima deve ser analisada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode render denúncias ao Vasco (pelo arremessos de objetos), a Rodrigo e Eurico Brandão. Além deles, Andrezinho foi expulso aos 42min do segundo tempo de forma direta após uma entrada em Luis Felipe.

Futebol