PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pior média de público em décadas faz Coritiba "reduzir" estádio contra Avaí

Públicos pequenos fizeram Coritiba fechar áreas do Couto Pereira para o jogo contra o Avaí - Renan Prates/UOL
Públicos pequenos fizeram Coritiba fechar áreas do Couto Pereira para o jogo contra o Avaí Imagem: Renan Prates/UOL

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

28/09/2018 18h06

Com uma média de público de apenas 5.762 torcedores por jogo em seus jogos, o Coritiba decidiu, pensando em economizar recursos, fechar a venda de ingressos e o acesso de torcedores aos setores superiores de arquibancada e também na reta da Rua Mauá para a partida com o Avaí, neste sábado, 16h. Ao todo, serão cerca de 8 mil lugares a menos com uma expectativa de redução de custos de até 10% considerando a operação do jogo – algo em torno de R$ 60 mil.

De acordo com o clube, a iniciativa não é nova e já foi adotada em jogos no Campeonato Paranaense. Mas é motivada pela baixa presença de público na Série B deste ano. De acordo com um levantamento feito pelo jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, essa é a pior média de público do Coxa nos últimos 24 anos. Em 1994, quando também jogou a Série B e não conseguiu o acesso, o Coritiba levou em média 3.375 torcedores por jogo.

O clube afirma que a economia vem da diminuição de recursos para segurança, limpeza e operacional de monitoramento das áreas que estarão fechadas. O Couto Pereira tem capacidade oficial para 40 mil pessoas. O clube afirma ter um plano de contingencia para o caso de a capacidade prevista para o duelo com o Avaí seja excedida.

Na décima segunda posição da Série B com 37 pontos, o Coxa faz duelo decisivo contra o Avaí, quarto colocado com 45, restando 10 rodadas para o fim da competição.

Esporte