PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Guto diz que Inter demorou para matar o jogo e vê Série A mais perto

Guto Ferreira vê o retorno à elite do futebol brasileiro mais perto do Internacional - Ricardo Rímoli/AGIF
Guto Ferreira vê o retorno à elite do futebol brasileiro mais perto do Internacional Imagem: Ricardo Rímoli/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

21/10/2017 19h19

Guto Ferreira disse que o Inter demorou para matar o jogo contra o Criciúma. Depois de abrir 2 a 0 e empilhar chances de gol, o Colorado sofreu o empate e por pouco não levou a virada. Com a vitória por 3 a 2, com gol de Carlos nos minutos finais, o treinador vermelho vê sua equipe mais perto de confirmar regresso à Série A.

"Abrimos 2 a 0, tivemos em boa parte do jogo fazendo uma partida muito boa. O time não sustentou, mas depois voltou a ter o comando. A medida que se tem um 2 a 0 contra, não se tem mais nada a perder. O Criciúma de forma organizada, se atirou. Conseguiu um gol, ganhou confiança e daí fica naquele jogo, não pode tomar, tem que fazer, não matamos o jogo. Se mata, apaga a chama deles e sai forte pro intervalo", afirmou. "O Criciúma passou a se atirar. Teve o Lucão e o Silvinho, que não pararam de lutar e atraíram a equipe. Quando fizeram o 2 a 1, voltaram para o jogo, não se perderam. Deu uma chama de briga, acreditaram. No segundo tempo, retomamos o controle e fomos felizes", completou.

O Inter chegou aos 61 pontos na classificação da Série B. Pode terminar a rodada 10 na frente do primeiro fora da linha de acesso. E vai para dois jogos em casa na sequência, contra Ceará e CRB. Por isso, é inegável a proximidade com o retorno à elite do futebol brasileiro.

"Estamos perto e vamos jogo a jogo. O jogo mais importante e difícil será sábado contra o Ceará. O torcedor do Inter é fantástico e nos ajudará muito no sábado. O Ceará vem, embora ontem tenha empatado, numa crescente muito grande. Precisamos ratificar com vitória essa partida em casa. Teremos que jogar com 12 (o time mais a torcida). 50 mil, 45 mil, e isso é o mais imporatnte no momento", completou o técnico. "Tudo no Inter mexe com a gente. Sabemos que é fruto do trabalho, do momento que o time vive. Ficamos muito felizes, mas sem empolgação. É marcante, gratificante", finalizou.

A reapresentação dos jogadores do Inter ocorre na segunda-feira. O jogo com Ceará está marcado para sábado, no Beira-Rio.

Esporte