PUBLICIDADE
Topo

Esporte

12 mil em público e R$ 177 mil em renda. Torcida reflete arrancada do Inter

Torcida do Inter melhora média de público com série de vitórias - Ricardo Duarte/Inter
Torcida do Inter melhora média de público com série de vitórias Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

29/08/2017 04h00

A arrancada do Inter na Série B se reflete diretamente na torcida. E não é apenas no fim dos protestos ou no apoio durante os jogos, mas na presença de público. A média cresceu 12 mil desde o início da fase positiva, com renda crescendo por consequência.

A sequência de seis vitórias que colocou o Inter na liderança da Série B teve quatro jogos em casa. Foram duelos contra Paysandu, Londrina, Goiás e Oeste. Nestes, a média de presença ficou em 32.421 torcedores. E a escala de bons públicos cresceu exatamente de acordo com o rendimento do time, uma vez que o pior do quarteto de confrontos foi o primeiro, diante do Oeste, com 21.118 torcedores. E o melhor, o último, com Paysandu, quando 37.083 foram ao Beira-Rio.

A renda, a galope, cresce também. A média bateu em R$ 583.820,75. Antes, os números não eram os mesmos. O Inter não começou bem a segunda divisão e levou três partidas para vencer a primeira em casa. Depois enfileirou tropeços e jogos que passavam longe de motivar a torcida a comparecer.

Por isso, o público médio nos jogos em casa antes da série de vitórias era 20.543. O Colorado tinha feito sete partidas como mandante, sendo o melhor público os 27.605 da estreia contra o ABC-RN. E o pior os 10.393 contra o Luverdense.

E o mesmo procedimento ocorreu com as rendas. A média inicial era R$ 406.576,00. Ou seja, foram 12 mil torcedores e R$ 177 mil a mais, em média, na série de bons resultados dentro de campo.

Também contribuiu para a presença de torcedores uma série de promoções organizadas pelo Internacional no período. Ingresso para dois jogos, desconto, entrada gratuita no dia dos pais, tudo convidou mais aficionados para a casa vermelha. 

Esporte