PUBLICIDADE
Topo

Esporte

STJD mantém multa de R$ 10 mil ao Inter por confusão no Beira-Rio

Confusão no Beira-Rio após empate do Inter contra o Criciúma - Marinho Saldanha
Confusão no Beira-Rio após empate do Inter contra o Criciúma Imagem: Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

24/08/2017 15h00

O Pleno do STJD julgou, nesta quinta-feira (24), o recurso da Procuradoria contra o Inter no caso de confusão, briga e vandalismo no Beira-Rio na partida diante do Criciúma, pela 12ª rodada da Série B. A decisão foi de manter a multa de R$ 10 mil aplicada no primeiro julgamento, em julho. 

Com a determinação, não há mais recurso a ser aplicado. O Internacional irá pagar a multa e escapa de perder até 10 mandos de campo, como previsto no artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), no qual estava incluso. 

O que aconteceu

Depois do empate com o Criciúma, no início de julho pela 12ª rodada do Brasileiro da segunda divisão, a torcida do Internacional protestou violentamente nos arredores do Beira-Rio. Aficionados de organizadas brigaram entre si, outros depredaram o estádio, também teve quem entrasse em conflito com os seguranças contratados. Houve feridos e detidos.

Além disso, até a loja oficial do clube no estádio acabou depredada. Depois da quebra de uma vitrine, materiais foram furtados.

Em seguida ao jogo, a Justiça vetou o comparecimento das duas organizadas envolvidas em uma briga - Camisa 12 e Guarda Popular - de comparecerem em praças desportivas no prazo de 90 dias. A imposição está sendo cumprida.

Esporte