PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2019

Avaí 'ignora' salários atrasados, vence e impõe 5ª derrota seguida ao Ceará

Do UOL, em São Paulo

02/11/2012 22h53

Após se recusar a treinar na última quarta-feira por causa dos salários atrasados, o Avaí ‘esqueceu’ os problemas e derrotou o Ceará por 1 a 0, em pleno Presidente Vargas. Para se ter ideia, essa foi a quinta derrota seguida do time cearense na Série B. Detalhe: também não marcou um gol sequer nessa sequencia negativa.

Os dois times já não têm ambição na competição. O time catarinense chegou aos 52 pontos e voltou a ganhar um jogo como visitante após quase três meses --2 a 0 sobre o Guarani, no dia 14 de agosto. O rival nordestino continua estacionado em 45 pontos.

A vitória seria uma maneira de amenizar uma semana conturbada. Enquanto o time de Argel Fucks cobrava salários atrasados e viu a diretoria prometer que até a próxima quarta-feira quitará o mês de agosto, o Ceará dispensou o técnico PC Gusmão e outros 11 atletas.

As duas equipes até demonstravam disposição. Mas faltava criatividade e, com isso, as chances eram raras. Isso só melhorou a partir dos 20min. O time cearense insistia de fora da área e chegou a levar perigo em uma cobrança de falta batida por Juca. Já o Avaí assustou em uma cabeçada de Diogo Acosta, que acertou a trave.

No geral, a partida era aberta e equilibrada. O Ceará acabou sendo mais ofensivo e acabou indo para o vestiário reclamando de pênalti que teria sido cometido por Thiago Medeiros em cima de Misael. “Não podemos nos acomodar, aceitar a pressão. Quando estiver com a bola, precisamos compactar o time”, definiu o técnico Argel Fucks.

E o time catarinense parece ter ouvido seu técnico. Voltou melhor e abriu o marcador logo aos 3min, com Bruno. O Ceará demorou a digerir o gol. Errava passes, levava pouco perigo e se mostrava muito nervoso em campo. O Avaí soube aproveitar a instabilidade do rival e só esperou o apito final para comemorar o reencontro com as vitórias longe de Florianópolis.