PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dudu leva 3ª taça como protagonista no Palmeiras e vira símbolo de nova era

Dudu foi destaque do Palmeiras na conquista de mais um Brasileirão - Marcelo Hernandez/Getty Images
Dudu foi destaque do Palmeiras na conquista de mais um Brasileirão Imagem: Marcelo Hernandez/Getty Images

Danilo Lavieri e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

26/11/2018 12h00

Durante a campanha do Palmeiras em busca do decacampeonato brasileiro, alguns especialistas diziam que não havia uma unanimidade para se apontar como o melhor jogador do time paulista. A reta final, no entanto, mostrou que Dudu fez por merecer o rótulo de atleta mais importante da equipe, o colocando ainda como símbolo de uma nova era vitoriosa no Alviverde.

LEIA MAIS: Decademia de futebol - Palmeiras se isola como maior campeão brasileiro da história com roteiro de cinema

Resta saber se a diretoria conseguirá segurar o jogador mesmo após as propostas que continuarão chegando, a exemplo de outras que o próprio jogador já recusou. O clube sabe que será difícil segurar o ídolo se novos milhões forem colocados à mesa.

O status de craque do torneio se confirmou nos dois últimos e decisivos jogos para o título. Na atuação de gala na vitória sobre o América-MG, na última quarta-feira (21), ele marcou um gol e deu uma assistência - além de toda a movimentação durante os 90 minutos. Na ocasião, ganhou até campanha dos companheiros para ser eleito oficialmente o grande nome do Brasileiro. Neste domingo (25), no triunfo por 1 a 0 sobre o Vasco, se não foi brilhante, ao menos decidiu. Dudu iniciou a jogada do gol de Deyverson ao dar belo passe para o Willian.

A escolha, inclusive, teve a bênção do chefe Felipão. "Agora posso falar, terminou o campeonato: eu escolheria o Dudu como o melhor. Por tudo. Não sei quais são os critérios, mas eu escolheria pelo que ele representou no Brasileiro para o Palmeiras", opinou o técnico.

O camisa 7 chega ao seu terceiro título atuando como protagonista no Alviverde e crava de vez o nome na história da equipe, inclusive como o artilheiro da equipe no século.

Neste Brasileiro, Dudu foi o líder de assistências entre todas as equipes, com 12 passes para gol. O atacante também foi o mais escalado como titular em 2018: são 60 partidas começando entre os 11 e outras três saindo do banco. Não à toa, é o que jogador com maior minutagem em campo. Na reta final, ele ainda foi destaque por gols como os feitos na vitória sobre o Santos e no empate com o Flamengo, em sequência considerada decisiva no clube paulista.

Além disso, Dudu é o artilheiro do atual elenco em clássicos e é quem mais fez gols na história do Allianz Parque. Dentro de casa, também é o líder das assistências.

Para o palmeirense, vê-lo conquistar títulos é uma prova de que a aposta deu certo. Contratado em 2015 após ter sido dado como alvo de disputa apenas de São Paulo e Corinthians, o atleta teve um início difícil após a grande expectativa gerada pelo "chapéu", errando pênalti decisivo e sendo suspenso por empurrar juiz, mas superou dentro de campo.

Com mais um título no currículo, o camisa 7 agora pensa em alcançar outro objetivo: ser convocado com regularidade para a seleção brasileira. Incluído por Tite na lista de suplentes para a Copa do Mundo e chamado para amistosos, ele sonha e vestir a amarelinha com mais frequência em 2019.

Para chegar até lá, Dudu já havia sido protagonista em 2015, com dois gols na final da Copa do Brasil, além de ter sido um dos melhores do time na conquista do Brasileirão de 2016, ao lado de Moisés e Tchê Tchê. Em 2017, mesmo sem título, também foi um dos melhores da equipe.

Esporte