PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Corinthians respira aliviado após escapar da queda, mas admite gosto amargo

Siga o UOL Esporte no

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

26/11/2018 04h00

O Corinthians escapou do rebaixamento no Brasileirão com um empate sem gols com a Chapecoense em casa na noite do último domingo. Mesmo aliviado com a situação, o clube admite que a campanha ruim no campeonato deixa um gosto amargo ao fim da temporada.

Campeão paulista em maio e finalista da Copa do Brasil em outubro, o Corinthians tem campanha de time rebaixado no segundo turno, com apenas quatro vitórias em 18 jogos. A equipe foi derrotada oito vezes e perdeu até a força defensiva habitual - foram 18 gols sofridos, contra somente 12 marcados.

"É uma situação que não é o normal do Corinthians, acho que é muito pouco para o Corinthians. Nosso elenco não é o melhor do Campeonato Brasileiro, mas não é um dos piores. Nós poderíamos ter conseguido uma classificação melhor. Temos de tirar coisas positivas desse ano e coisas negativas para melhorar no próximo", disse o goleiro Cássio após a partida em Itaquera.

O goleiro, entretanto, vê espaço para melhora após as férias e a pré-temporada. "Não foi um ano legal, quero que acabe o ano com uma vitória [contra o Grêmio, na última rodada do Brasileirão]. Depois preparar bem nas férias para voltar bem e fazer um ano melhor. Esse é o objetivo. É legal ter ambição e querer melhorar sempre", frisou Cássio.

Ao fazer o balanço da temporada, o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, admitiu que o time deixou a desejar no Campeonato Brasileiro, embora tenha tido êxito no primeiro semestre.

"No Brasileiro o Corinthians faz uma péssima campanha, isso é claro e não tem ninguém aqui satisfeito. Corinthians tinha de estar numa situação muito melhor na tabela. A gente tem de trabalhar muito para o Corinthians brigar lá em cima como sempre brigou", ressaltou o dirigente.

Duílio ainda disse que "é difícil entender porque isso aconteceu" no Brasileirão. Ele chegou a atribuir a má fase ao fato de o time priorizar a Copa do Brasil e a Libertadores em alguns momentos do segundo semestre. "Mesmo assim tinha de estar melhor do que está hoje", afirmou.

O Corinthians fecha a participação no Brasileirão contra o Grêmio, no domingo que vem, em Porto Alegre. O time alvinegro, que ocupa a 12ª posição com 44 pontos, ainda busca uma vaga na Copa Sul-Americana.

Esporte