PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sidnei Lobo vê dificuldade para motivar Cruzeiro após Copa do Brasil 2018

Do UOL, em Belo Horizonte

25/11/2018 19h42

Sidnei Lobo, auxiliar técnico de Mano Menezes, tem a incumbência de comandar o Cruzeiro na reta final do Campeonato Brasileiro. No banco de reservas no revés por 2 a 0 para o Flamengo, neste domingo (25), o assistente crê que é difícil motivar o grupo após a conquista da Copa do Brasil.

Em entrevista coletiva nesta tarde, o atual comandante da Raposa fez uma análise sobre a temporada da Raposa:

"Nós fizemos uma excelente temporada, conquistamos o objetivo do ano, mas a gente precisa sempre estar mostrando e trabalhando, em busca de resultados. É sempre difícil ter que mobilizar o elenco, porque já ganhou. É um trabalho difícil, mas os atletas que a gente tem, no profissionalismo que são, facilita nosso dia a dia, nosso trabalho", declarou.

"Mérito para o Palmeiras, que venceu o Brasileiro. O Cruzeiro é campeão da Copa do Brasil e do Mineiro, mas resta um jogo. A gente vai terminar bem. Vou usar atletas que não tiveram oportunidades para terminar bem", acrescentou.

Sidnei Lobo ainda fez uma avaliação sobre a atuação do Cruzeiro na derrota para o time rubro-negro. Ele acredita que o time teve chance de sair com um resultado positivo no Mineirão.

"No fechamento ali, falei exatamente isso. A equipe fez por onde, criou várias chances e poderia fazer. Nós erramos na primeira parte o penúltimo passe. Você proporcionar 29, 30 passes errados para o Flamengo é difícil. Você pode correr riscos. O Everton, com o talento que tem, aproveitou. O time continuou brigando pelo resultado do empate. Você precisava de mais saúde para mudar", comentou.

"Eu perdi o Léo no intervalo e sempre tem cuidado para colocar o atleta, mesmo sendo ofensivo. Cheguei a pensar em colocar o Ederson para fechar. Pensei em colocar, mas pensei que era melhor correr os riscos e colocar dois na frente para ajudar o Fred. Eles tiraram as bolas dentro do gol em duas, três vezes. O goleiro foi muito bem e a gente saiu derrotado", concluiu.

Esporte