PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mais antigo do Fluminense, Gum profetizou gol em duelo quando deixou Inter

Gum comemora gol do Fluminense contra o Nacional; zagueiro jogou no Inter - Leo Correa/AP
Gum comemora gol do Fluminense contra o Nacional; zagueiro jogou no Inter Imagem: Leo Correa/AP

Marinho Saldanha e Leo Burlá

Do UOL, em Porto Alegre e Rio de Janeiro

24/11/2018 04h00

Com mais de 400 jogos pelo Fluminense, Gum é o zagueiro mais antigo da equipe carioca. Contratado no distante 2009, o defensor de 32 anos é titular regular do time há quase dez anos. Mas antes, poucos recordam de uma passagem relâmpago pelo Inter, que acabou com "profecia".

Gum era chamado de Wellington Pereira e havia se destacado pelo Marília na temporada 2006. Entre jogos do principal e do sub-20, chamou atenção da direção do Colorado, que estruturava a equipe B para testar apostas e jogadores das categorias de base.

Chegou por empréstimo ainda no ano das conquistas mais importantes da história do clube e começou sua trajetória entre treinamentos e chances na equipe B. Formava zaga com Rafael Santos, contratado da Ponte Preta nos mesmos moldes.

Depois de um semestre inteiro de jogos na equipe de baixo, a oportunidade surgiu com o título do Mundial de Clubes. Pelo fim tardio da temporada 2006, o Inter abriria o Campeonato Gaúcho de 2007 utilizando o time do qual Gum fazia parte.

Treinado por Lisca, a equipe B do Internacional tinha nomes como o lateral-esquerdo Ramon, hoje no Vasco, o centroavante Ricardo Jesus, o goleiro Renan, que foi campeão da Libertadores de 2010 pelo Inter, o zagueiro Danny Morais, com passagem pelo Bahia, e o atacante Márcio Mossoró, hoje no Basaksehir, da Turquia.

Mas o rendimento da equipe ficou muito longe do esperado. O Inter B estreou empatando em 0 a 0 com o Novo Hamburgo. Em seguida, levou 3 a 1 da Ulbra e do Santa Cruz. Venceu o Glória em casa por 2 a 1, mas foi derrotado pelo Juventude pelo mesmo placar logo em seguida. Com o temor de ver a equipe ficar fora da fase seguinte, o que acabou acontecendo, o elenco principal foi chamado às pressas, encerrando assim a trajetória do time B.

Gum não atuou em todos os jogos. Titular apenas nos três primeiros, a partir do quarto foi substituído por Titi, que atualmente defende o Goztepe, da Turquia. No dia primeiro de março de 2007, rescindiu seu contrato de empréstimo com o clube gaúcho, voltando ao Marília.

No dia do desligamento, concedeu entrevista coletiva ao deixar o Beira-Rio. E disse: "Um dia eu ainda vou enfrentar o Inter numa Série A de Brasileiro, e quem sabe eu não marque um gol. Tenho certeza que vou dar a volta por cima", afirmou, em tom otimista e desgostoso.

A profecia se concretizou. Do Marília, Gum foi para a Ponte Preta, e em seguida para o Fluminense. Em 18 de outubro de 2009, ele fez os dois gols do Flu no empate em 2 a 2 com o Colorado.

Atualmente: Identificação com o Flu

Com mais de 400 jogos com a camisa do Fluminense, o zagueiro Gum é o jogador mais identificado com o torcedor tricolor do atual elenco.

Remanescente do bicampeonato brasileiro, o defensor tem status de titular absoluto e caminha para emplacar o seu décimo ano no clube.

O jogador conversa com o diretor Paulo Angioni sobre a renovação do seu contrato, que termina no dia 31 de dezembro. Ainda há divergência em relação ao tempo do futuro acordo, mas a tendência é que as partes cheguem a um consenso.

Inter e Fluminense se enfrentam neste domingo às 19h (de Brasília), no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro.

Esporte