PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cuca fala em "gratidão", mas lamenta desfalques em reta decisiva no Santos

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

24/11/2018 23h31

Perto de deixar o comando do Santos, Cuca avaliou como "um sentimento de gratidão e lástima" o seu desempenho à frente da equipe da Vila Belmiro. Após a vitória por 3 a 2 contra o Atlético-MG, o treinador lamentou não ter contado com alguns de seus principais jogadores em momentos decisivos da competição. A equipe encerrou uma sequência de cinco jogos sem vencer com o triunfo neste sábado (24).

"Sentimento de gratidão e lástima por não ter podido contar com jogadores como Sánchez e Derlis, que têm qualidade e fazem falta. Quando não pudemos contar com eles, não conseguimos manter o mesmo nível de jogo", disse o treinador em entrevista coletiva.

Neste sábado, o treinador pôde contar com o retorno de Sánchez, que havia desfalcado a equipe por três jogos para defender a seleção uruguaia. O meia anotou o primeiro gol da equipe e foi expulso aos 31 minutos do segundo tempo.

O treinador destacou o desempenho da equipe na partida e acredita que o Santos poderia ter assegurado o resultado positivo com mais tranquilidade se aproveitasse as chances criadas no primeiro tempo.

"O primeiro tempo eu achei muito bom. Poderíamos ter feito o quarto gol e matado o jogo. No segundo, o Atlético fez o gol e ficou mais perigoso, mas conseguimos segurar e não corremos tantos riscos assim, mesmo com um a menos", avaliou.

Em 2019, Cuca vai se afastar do futebol. O comandante anunciou na última sexta-feira (23) que passará por uma cirurgia no coração e se despedirá do Santos ao término do Campeonato Brasileiro, no dia 2 de dezembro, diante do Sport, na Ilha do Retiro.

Com o resultado neste sábado, o Santos encerrou uma sequência de cinco jogos sem vencer no Brasileiro. A equipe chegou a 50 pontos na tabela e assegurou vaga na próxima edição da Copa Sul-Americana.

Esporte