PUBLICIDADE
Topo

Esporte

No desespero por título, Bandeira e Fla "revivem" era Dorival após 6 anos

Dorival tem a missão de comandar o Flamengo até o fim do Brasileiro - Rubens Cavallari/Folhapress
Dorival tem a missão de comandar o Flamengo até o fim do Brasileiro Imagem: Rubens Cavallari/Folhapress

Bruno Braz e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/09/2018 04h00

O Flamengo rodou, rodou, rodou e voltou ao ponto de partida. Em crise após a eliminação na Copa do Brasil para o Corinthians, o Rubro-negro encara neste sábado o Bahia, às 21h, na Fonte Nova.

E no banco de reservas uma "velha novidade". Primeiro técnico da gestão de Eduardo Bandeira de Mello, Dorival Jr. chega para encerrar um ciclo iniciado ainda em 2012 (com Patricia Amorim na presidência).

Por discordâncias com a proposta de redução salarial, o treinador deixou o Fla em março do ano seguinte. Após sua saída, Bandeira de Mello colecionou técnicos. De lá para cá, Jorginho, Jayme de Almeida, Mano Menezes, Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo, Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira, Muricy Ramalho, Zé Ricardo, Reinaldo Rueda, Carpegiani e Maurício Barbieri comandaram o Rubro-negro.

Dorival encontrará um Flamengo muito diferente no que diz respeito à organização financeira e estrutural, mas imerso em um racha político. Com 12 jogos até o fim do ano, ele terá a missão de levar o time ao título do Brasileiro, obsessão no clube após sucessivos fracassos em campo.

Dorival no Flamengo - Júlio César Guimarães/UOL - Júlio César Guimarães/UOL
Imagem: Júlio César Guimarães/UOL

As partes ainda tiveram de superar um desconforto por conta de uma ação judicial. Por vencimentos atrasados, o comandante acionou o clube e pediu cerca de R$ 11 milhões. O Fla foi derrotado em 1ª e 2ª instâncias.

A vinda de Dorival se deve a um esforço do vice de futebol Ricardo Lomba, que fez sua vontade de mudança prevalecer, ainda que tenha encontrado alguma resistência do presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Com 48 pontos no Campeonato Brasileiro, o Flamengo está a três pontos do líder São Paulo. Contra os baianos, Dorival não poderá contar com Diego e Diego Alves, lesionados. Suspenso, Henrique Dourado também será baixa.

Sem tempo para trabalhar, o novo contratado será apresentado nesta manhã. Horas depois, segue com a delegação para o jogo decisivo deste sábado. Ele chega com os auxiliares Leonardo Porto e Lucas Silvestre.

BAHIA X FLAMENGO
Local: Fonte Nova, Salvador (BA)
Hora: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junior de Souza (MG)

Bahia
Fernando Castro; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Everson e Léo Pelé; Gregore, Nilton, Ramires e Paulinho; Elber e Gilberto
Técnico: Enderson Moreira

Flamengo
César, Pará, Réver, Léo Duarte e Trauco; Cuellar, Willian Arão e Everton Ribeiro; Lucas Paquetá, Marlos Moreno e Lincoln
Técnico: Dorival Júnior

Esporte