PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Inter vira terceiro após oito rodadas e vê jogos em casa como trunfo

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em Porto Alegre

24/09/2018 04h00

Depois de oito rodadas se dividindo entre a liderança e o segundo lugar, o Internacional é terceiro colocado do Campeonato Brasileiro. Por critérios, o time de Odair Hellmann foi superado pelo Palmeiras, porém segue apenas um ponto atrás do líder São Paulo. Na visão do clube gaúcho, o volume de jogos dentro do Beira-Rio até o final da disputa é um trunfo.

O Inter tem sete jogos em casa nas últimas 12 rodadas do Brasileirão. Uma das partidas em Porto Alegre é contra o São Paulo. Do bloco de cima, ainda resta duelo contra o Atlético-MG.

"Nossa campanha até aqui é muito boa, é excelente. Mas até aqui. Não ganhamos nada. Faltam 12 jogos, sete em casa e cinco fora. Já falei ao grupo e digo aqui. Até aqui, é excelente. O próximo passo é com o Vitória e vai ser bem difícil", disse Odair Hellmann, técnico do Inter.

O fator local naturalmente é encarado como vantagem, mas para o Internacional no Brasileirão atual isso é ainda mais latente. Até aqui, o time de Odair não perdeu no Beira-Rio. São nove vitórias e três empates com aproveitamento de 83,3%. Somente três gols sofridos em casa.

Nos últimos dois jogos, ambos fora de Porto Alegre, o Inter somou apenas um ponto. Como reflexo, o Palmeiras encostou na pontuação e passou nos critérios de desempate. Outros times como Flamengo e Grêmio se aproximaram. A briga polarizada com o São Paulo ficou mais aberta.

A equipe de Nico López e companhia havia assumido o segundo lugar na 19ª rodada, após bater o Paraná nos acréscimos. Chegou a ser líder, mas nunca desceu para terceira colocação desde aquele 19 de agosto.

"Não preocupa (derrota e empate seguidos). De 26 jogos, o Inter perdeu quatro. E logo em seguida deu resposta. Jogamos duas fora de casa em seguida. Não preocupa. O campeonato irá com essa disputa até o final", declarou Hellmann.

Aos olhos do Internacional, o empate com o Corinthians em São Paulo pode se tornar valioso no futuro. E por isso, há pedido de calma depois das duas jornadas sem vitória.

"A gente fez um jogo muito ruim em Chapecó. Na verdade, foi ruim o resultado. Mas parece que a gente perdeu cinco posições, caímos na tabela. Estão fazendo uma tempestade em copo d’água. Estamos na cola do líder ainda, então é preciso calma", disparou Patrick.

O Internacional volta a treinar na terça-feira. No domingo, recebe o Vitória. Depois, visita o Sport e na sequência retorna para encarar São Paulo e Santos no Beira-Rio.

Esporte