PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Odair lembra votação pelo VAR no Brasileiro ao falar de gol do Inter

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em Porto Alegre

23/09/2018 19h12

Odair Hellmann, treinador do Internacional, foi buscar episódio de fevereiro para responder sobre o gol marcado por Leandro Damião diante do Corinthians, neste domingo (23), em São Paulo. O técnico fez menção a posição do clube gaúcho quando da votação pelo uso do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro. O Corinthians, na ocasião, votou contra a medida.

Damião abriu o placar em Itaquera após cobrança de falta de Edenilson. O centroavante, e outros três jogadores do Inter, estavam em clara posição de impedimento. O lance não foi invalidado e na etapa final, Douglas marcou para o Corinthians em jogo que terminou 1 a 1.

"O lance do nosso gol? Não, não vi… Não vi lance algum ainda", disse Odair. "Eu vou responder com muita tranquilidade, depois vou ver todos os lances por estudar o jogo, como sempre faço. Se houve impedimento, o Corinthians tem todo direito de ficar chateado e reclamar. Como eu fiz na semana passada. Se for olhar, temos muito mais erros contra nós do que a favor. Se eu for gemer a toda hora por erros, vou ficar sem voz. Uma hora a bola na mão é pênalti e em outra não é por critérios diferentes. Acontece… Que se profissionalize, que deem o VAR, mas não o VAR da Libertadores que fez aquela coisa toda lá (em jogo Boca Juniors e Cruzeiro, com expulsão de Dedê). O Internacional não foi contra o VAR, foi a favor do VAR para dar mais uma ferramenta para ajudar o árbitro. Ele está ali, sob pressão. Se aconteceu, o Corinthians tem todo direito de reivindicar como já fizemos", completou.

Ao ser indagado sobre a partida, o treinador do clube gaúcho valorizou o empate. Na visão de Odair Hellmann, o Internacional chegou a produzir o suficiente para ganhar, mas por se tratar de um confronto fora de casa o resultado pode ser, de certa forma, celebrado.

"Nós viemos para buscar a vitória, como a gente tem feito em todos os jogos fora de casa, mas quando não consegue o primeiro objetivo o empate é importante na somatória. Esse ponto aqui é muito importante nesse sentido. Fizemos um bom jogo, demos poucas oportunidades de gol ao Corinthians, criou situações. Tivemos até mais posse de bola que o Corinthians aqui e isso é difícil. Significa que nós marcamos, mas também jogamos e buscamos. Quando abriu a nossa transição, apressamos a jogada e não conseguimos a definição da melhor forma. Mas dentro de um contexto geral, foi uma boa partida. Mais uma vez, após uma derrota, reage e não sofre segunda derrota seguida. Isso mantém regularidade", analisou o técnico do Internacional.

Esporte