PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mano comemora reencontro com vitória e ganho de moral: "invicto há 8 jogos"

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

23/09/2018 21h42

A vitória de virada por 2 a 1 contra o Santos representou o reencontro do Cruzeiro com os três pontos no Brasileiro e um ganho de moral importante para a sequência da temporada, a começar pela partida desta quarta-feira, contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil. Após o triunfo no Mineirão, Mano comemorou o resultado positivo do clube e o fim do jejum vitórias, encerrando uma sequência de quatro empates seguidos.

"Achei que iniciamos o jogo bem, controlando as ações, criando duas, três oportunidades pelos lados. Se a gente não vira a partida, estaríamos aqui lamentando a bola na trave e outras bolas cara a cara com o Vanderlei. É mérito de todo mundo, foi um jogo de boas oportunidades para os dois lados. Futebol é assim, nós tínhamos que ter um espírito de superação maior por causa da formação da equipe. Fico feliz pela virada, importante trazer esse sentimento positivo para dentro do Mineirão novamente. Agora já estamos há oito jogos invictos", comentou o treinador, se referindo aos últimos oito jogos do time no Brasileirão sem derrotas.

Contra o Santos, o goleiro Fábio e os laterais Edilson e Egídio foram os únicos titulares a começarem a partida no time misto. Na etapa final, Mano promoveu as entradas de Robinho, Léo e Sassá. Com 45 segundos, Sassá respondeu à altura e empatou o jogo. Aos 37, Raniel garantiu a vitória.

"Agora as coisas começam a se restabelecer. A confiança é recuperada. Hoje tivemos boas oportunidades para fazer os gols. Fizemos dois, mas poderíamos ter feito três, quatro. Estamos melhorando, é uma hora boa para isso. O torcedor também ganha confiança para quarta. Voltar a vencer no Brasileiro é importante", acrescentou.

Conforme adiantado pelo técnico, agora o Cruzeiro volta todas as suas fichas para o Palmeiras, pela Copa do Brasil. Vencedor do duelo da ida por 1 a 0, a Raposa receberá o time paulista nesta quarta-feira no Mineirão. Um empate levará o clube novamente à final do torneio e manterá vivo o sonho de repetir 2017 e sagrar-se hexacampeão.

Esporte