PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Grêmio testa nova forma de jogar contra o Ceará para seguir no topo

Alisson (esq) e Everton foram decisivos contra o Tucumán em modelo de jogo diferente - Agustin Marcarian/Getty Images
Alisson (esq) e Everton foram decisivos contra o Tucumán em modelo de jogo diferente Imagem: Agustin Marcarian/Getty Images

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

22/09/2018 17h00

O Grêmio que venceu o Tucumán-ARG e ficou muito perto da semifinal da Libertadores apresentou uma formação diferente. Sem centroavante, o time gaúcho explorou a velocidade de Everton e Alisson e controlou o meio-campo com um tripé de volantes. Neste domingo (23), a equipe de Renato Gaúcho tenta repetir a dose diante do Ceará, em Porto Alegre.

A partida válida pela 26 rodada do Campeonato Brasileiro pode manter o Grêmio na luta pelo título. O problema é que o adversário não perde a quatro jogos e vem em crescimento.

Na última terça, sem ter Jael e André à disposição, Renato escalou Alisson e adiantou Luan. O 4-2-3-1 deu lugar a um 4-1-4-1 com cara de 4-3-3 em vários momentos. O desenho se alterava, mas a ideia de jogo era uma só: fechar espaços em frente à área de Marcelo Grohe e usar a velocidade na hora de atacar. Abrindo mão de uma construção mais cadenciada e por baixo.

"Talvez tenha sido surpresa para vocês a maneira que botei o time em campo, mas onde o Grêmio joga vai para ganhar. A gente soube se defender, tivemos uma marcação forte no meio e três jogadores rápidos lá na frente", comentou o treinador após a partida. "Estudamos bem a maneira de o.  Tucumán jogar. Sabíamos que o adversário ia dar trabalho, mas trabalhamos em cima da bola em diagonal em cima do Cícero para diagonal do Everton ou Alisson. E a bola invertida para pegar espaço", completou depois.

Com Maicon e Ramiro se revezando na função de primeiro volante, bem à frente dos zagueiros, o Grêmio minimizou as chances de o Tucumán explorar o pivô para construir. Com Cícero, o time teve bola longa. E essa jogada teve guarida nas características do ataque.

"O professor pôde escalar bem a equipe com as pecas que teve em mãos. Sem o homem de frente, sem a referência, jogamos com essa formação aí. Ele sabe o que tem, o que podemos fazer. Aquilo que o elenco pode montar", comentou Everton.

Alisson foi a grande surpresa do time e respondeu muito bem. Marcou o primeiro e deu passe para o segundo gol. Com o camisa 23 aberto pela direita, o Grêmio trocou a intensidade de marcação de Ramiro por profundidade. O setor se tornou agudo ao extremo.

Diante do Ceará, a ideia é avançar com esse novo modelo. O fator local e as características do adversário fatalmente irão forçar o Grêmio a incrementar a estratégia com Alisson, Everton e Luan. Ou seja, o time não poderá ficar restrito ao simples uso da bola longa em profundidade.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X CEARÁ

Data e hora: 23/09/2018 (domingo), às 11h (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: PPV
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Hélcio Araujo Neves (PA) e Luís Diego Nascimento Lopes (PA)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon e Cícero; Ramiro, Alisson e Everton; Luan
Técnico: Renato Gaúcho

CEARÁ: Everson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Felipe Jonatan; Edinho, Richardson, Juninho Quixadá e Calyson; Leandro Carvalho e Arthur
Técnico: Lisca

Esporte